CURCUMIN AND CAPSAICIN: FROM SPICES TO CANCER-SUPPRESSING AGENTS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47820/recima21.v2i6.381

Palavras-chave:

capsaicina, curcumina, extratos vegetais, antineoplásicos, câncer

Resumo

Atualmente aceita-se que a cascata de inflamação tem um papel fundamental nos estágios de desenvolvimento da célula tumoral, sendo a inflamação um processo ligado a progressão e disseminação do tumor. Nesse contexto, compostos naturais representam drogas potenciais contra o câncer por sua habilidade de interagir com diferentes mediadores inflamatórios e, assim, capacidade de produzir uma resposta imunomoduladora. Esse estudo buscou elucidar o potencial da curcumina e da capsaicina como agentes supressores tumorais apresentando estudos laboratoriais e clínicos recentemente publicados. Assim, nessa revisão foi levantado os efeitos de ambos os compostos mencionados em relação aos cânceres de pâncreas, de estômago, de mama, de pulmão e de próstata. Trata-se de uma revisão bibliográfica realizada nas bases de dados do PubMed (Medline) e Scientific Electronic Library Online (Scielo). Os critérios de inclusão consistiram em artigos escritos em inglês e português publicados entre os anos de 2000 e 2020. Curcumina e capsaicina demonstraram ser capazes de modular múltiplos alvos moleculares importantes que são responsáveis pelo desenvolvimento de cânceres. Estudos in vivo e in vitro elucidaram que estes compostos naturais agiram em diversas vias de sinalização nos diferentes tipos de cânceres, causando efeitos antiproliferativos, antisobrevivência e antimigração em uma variedade de linhagens celulares cancerígenas. Com base na revisão deste artigo, concluiu que tanto a curcumina quanto a capsaicina são compostos efetivos na prevenção e tratamento das neoplasias estudadas. Entretanto, as aplicações destes fitoquímicos em humanos ainda são limitadas, havendo a necessidade de mais estudos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Marques Almeida, Centro Universitário Barão de Mauá

Acadêmica do curso de Medicina e membro da Liga Acadêmica de Patologia e Imunologia, Centro Universitário Barão de Mauá (CBM), Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil.

Ana Luísa Pinheiro dos Santos, Centro Universitário Barão de Mauá

Acadêmica do curso de Medicina e membro da Liga Acadêmica de Patologia e Imunologia, Centro Universitário Barão de Mauá (CBM), Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil.

Isabela Delmanto Zanotto Alves, Centro Universitário Barão de Mauá

Acadêmica do curso de Medicina e membro da Liga Acadêmica de Patologia e Imunologia, Centro Universitário Barão de Mauá (CBM), Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil.

Nathália Bononi Candido Mendes, Centro Universitário Barão de Mauá

Acadêmica do curso de Medicina e membro da Liga Acadêmica de Patologia e Imunologia, Centro Universitário Barão de Mauá (CBM), Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil.

Tayline Oliveira Florentino, Centro Universitário Barão de Mauá

Acadêmica do curso de Medicina e membro da Liga Acadêmica de Patologia e Imunologia, Centro Universitário Barão de Mauá (CBM), Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil.

Karina Furlani Zoccal, Centro Universitário Barão de Mauá

Docente e coordenadora da Liga Acadêmica de Patologia e Imunologia, Centro Universitário Barão de Mauá (CBM), Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. 

Downloads

Publicado

02/07/2021

Como Citar

Marques Almeida, A. ., Pinheiro dos Santos, A. L. ., Delmanto Zanotto Alves, I. ., Bononi Candido Mendes, N. ., Oliveira Florentino, T. ., & Furlani Zoccal, K. (2021). CURCUMIN AND CAPSAICIN: FROM SPICES TO CANCER-SUPPRESSING AGENTS. RECIMA21 - Revista Científica Multidisciplinar - ISSN 2675-6218, 2(6), e26381. https://doi.org/10.47820/recima21.v2i6.381

Edição

Seção

ARTIGOS

Categorias