INTERSECÇÕES ENTRE MODELOS DE NEGÓCIOS, STARTUPS E ESG – UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47820/recima21.v3i1.1047

Palavras-chave:

Investidor, Modelo de Negócios, ESG, Startup

Resumo

Uma sociedade com um maior viés de sustentabilidade requer transformações que englobam todas as dimensões da sociedade. Nesse contexto, as startups são viabilizadoras eficientes de inovações em favor da sociedade que possibilitam práticas sustentáveis. Assim surge a necessidade de se pensar no ambiente, no social e também na governança, ou seja, ESG (sigla em inglês que significa ambiental, social e governança) promovendo ações estratégicas para sustentabilidade das comunidades futuras. Nesse cenário, as startups têm que viabilizar ações estratégicas através de modelos de negócios que sejam concebidos através do ESG. Assim a problemática deste estudo foi: quais as relações entre modelos de negócios, ESG e startup? Para tanto, o objetivo da pesquisa foi: analisar as relações entre modelos de negócios, ESG e startups. Para tanto a metodologia foi uma análise bibliométrica no Google Scholar, focando no período de 2019 a 2021. Os resultados apontaram a existência de algumas lacunas referentes a este nicho de mercado, principalmente no que tange aos modelos de negócios das startups, as quais tem dificuldades de se enquadrar nos modelos tradicionais, o qual leva ao desempenho negativo das mesmas, métricas não padronizadas utilizadas para análises de ESG e sustentabilidade corporativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Taciana França Siqueira

Analista de Sustentabilidade. MBA Perícia, Auditoria e Gestão Ambiental. Graduado em Ciências Biológicas. Experiência em desenvolvimento e aplicação de treinamentos ligados à sustentabilidade, educação ambiental e responsabilidade socioambiental. Vivência em elaboração de relatórios, gestão de documentos de impacto ambiental, análise de sustentabilidade empresarial Tripe Botton Line, aplicação das 17 ODS e ISO 14001 e 16000 para empresas e startups. Disponibilidade para viagens e mudança de cidade. Habilidades no Licenciamento Ambiental, LP, LI e LO e gestão de plano de resíduos sólidos.

Marc François Richter

Possui Graduação em Química (1990) e Doutorado em Bioquímica (1995) pela Albert-Ludwigs Universität Freiburg (Alemanha). Realizou Pós-Doutorado no Institut Pasteur na França (1995-1997), e um segundo como pesquisador visitante do CNPq no Centro de Biotecnologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). De 2000 a 2003 trabalhou junto ao Centro Integrado do Câncer (ULBRA) e a Fundação Sul-Americana para o Desenvolvimento de Drogas Anti-câncer. Atuou também como Orientador de Mestrado durante os anos 2006 a 2010 no Programa de Pós-Graduação em Genética e Toxicologia Aplicada (PPGGTA da ULBRA). Atualmente, atua como professor adjunto na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul como professor adjunto (desde 2003). Atuou como Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação (2010 a 2014). Foi Membro do Conselho de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Inovação e Desenvolvimento tecnológico do Estado do RS (SCIT-RS) (2012 a 2015). De 2016 a 2018 exerceu a função de Presidente da Fundação de Ciência e Tecnologia. Desde março de 2018 está lecionando e atuando em projetos de pesquisa e de extensão nas áreas da Gestão Ambiental e Biotecnologia. Também é Membro do Conselho do Núcleo de Inovação Tecnológico - NITUergs. Em 2019 iniciou suas atividades como professor-orientador em 2 Mestrados profissionais: 1) Ambiente e Sustentabilidade (PPGAS-Uergs); e 2) Ciência e Tecnologia de Alimentos (PPGCTA-Uergs). É editor chefe do Blog REPENSE, que realiza divulgação e conscientização de assuntos ligadas a sustentabilidade.

 

Andreia de Bem Machado

Licenciada em Pedagogia, Graduada em Processos Gerenciais Mestre em Educação Científica e Tecnológica e Doutora e Pós-doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento. Avaliadora do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Ministério da Educação Brasil). É avaliadora Ad Hoc de Periódicos Nacionais e Internacionais. Trabalha na área educacional há mais de 25 anos. Faz parte do comitê científico de revistas nacionais e internacionais . Atualmente a linha de pesquisa é: inovação, inovação no setor público, habitat de inovação, cidades inteligentes e modelo pedagógico digital. Gosta de inovar na arte de pesquisar e disseminar o conhecimento.

Referências

ANTERTTER, T.; SIRÉN, C.; GRICHNIK, D.; WINCENT, J. Should business angels diversify their investment portfolios to achieve higher performance? The role of knowledge access through co-investment networks. Journal of Business Venturing, v. 35, n. 5, p. 106043, 2020. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jbusvent.2020.106043

BALDISSERA, R. A comunicação (re)tecendo a cultura da sustentabilidade em sociedades complexas. In: KUNSCH, Margarida; OLIVEIRA, Ivone. A comunicação na gestão da sustentabilidade das organizações. São Paulo: Difusão Editora. 2009.

CHEN, M.; MUSSALLI, G. An Integrated Approach to Quantitative ESG Investing. The Journal of Portfolio Management Ethical Investing, v. 46, n. 3, p. 65-74, 2020. DOI: https://doi.org/10.3905/jpm.2020.46.3.065

CHOI, A. Morgan Stanley Perspectives on Sustainable Investing: Acceleration and Integration. Journal of Applied Coorporate Finance, v. 28, n. 2, p. 62-65, 2016. DOI: https://doi.org/10.1111/jacf.12176

COLLEVECCHIO, F. CAPPA, F.; ORIANI, R.; PERUFFO, E. Stock market reaction to banc-fintech M&A. 2021, 42 pp. Disponível em: http://entfin.org/wp-content/uploads/2021/06/Stock-market-reaction-to-bank-fintech-MA.pdf. Acesso em: 25 nov. 2021.

CONCEITO-DE. Conceito de Plano de negócio, 2020. Disponível em: https://conceito.de/modelo-de-negocio. Acesso em 03 nov 2021.

CUNHA FILHO, M. A. L.; PAES DOS REIS, A.; ZILBER, M. A. Startups: do nascimento ao crescimento – proporsta de integração para ciclos de inovação e desafios de desenvolvimento. Revista Desafios, v. 5, n. 3, p. 98-113, 2018. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2359-3652.2018v5n3p98

DE FRANCO, C.; NICOLLE, J.; TRAN, L.-A. Sustainable Investing: ESG versus SDG. The Journal of Impact and ESG Investing, v. 1, n. 4, p. 45-62, 2021. DOI: https://doi.org/10.3905/jesg.2021.1.019

GALVÃO, L. A.; BUSS, P. Urgência de ações concretas frente à crise climática global. Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz, p. 1-3, 2021. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/48629/2/Urg%C3%AAncia%20de%20a%C3%A7%C3%B5es%20concretas%20frente%20%C3%A0%20crise%20clim%C3%A1tica%20global%20%E2%80%93%20por%20Luiz%20Galv%C3%A3o%20e%20Paulo%20Buss%20_%20CEE%20Fiocruz.pdf. Acesso em: 13 dez. 2021.

GARCÍA-GALLO, M.D.; JIMÉNEZ-NAHARR, F.; TORRES-GARCÍA, M.; GIESECKE, S.L.; GUADIX-MARTÍN, J. Incorporation of the Intangibles into the Spanish Start-Ups by Activity Sector and Region. Improving Their Economic Sustainability. Sustainability, v. 12, n. 10, p. 4268, 2020. DOI: https://doi.org/10.3390/su12104268

GENNARI, F.; CASSANO, R. Circular Economy and Strategic Risk. Symphonya - Emerging Issues in Management, v. 1, p. 136-148, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.4468/2020.1.11gennari.cassano

GIDRON, B.; ISRAEL-COHEN, Y.; BAR, K.; SILBERSTEIN, D.; LUSTIG, M; KANDEL, D. Impact Tech Startups: A Conceptual Framework, Machine-Learning-Based Methodology and Future Research Directions. Sustainability, v. 13, n. 18, p. 10048, 2021. DOI: https://doi.org/10.3390/su131810048

HERNANDEZ PEREZ, R. A. Exploring the effect of sustainable practices on competitive advantage in Fintech firms: A comparative analysis. Behavioural, Management and Social Sciences, University of Twente, 2021. Disponível em: http://purl.utwente.nl/essays/86718. Acesso em 26 de nov. 2021

LAN LE, T. N.; ABAKAH, E. J. A.; TIWARI, A. K. Time and frequency domain connectedness and spill-over among fintech, green bonds and cryptocurrencies in the age of the fourth industrial Revolution. Technological Forecasting and Social Change, v. 162, p. 120382, 2021. DOI: https://doi.org/10.1016/j.techfore.2020.120382

MACCHIAVELLO, E.; SIRI, M. (2020). Sustainable Finance and Fintech: Can Technology Contribute to Achieving Environmental Goals? A Preliminary Assessment of ‘Green FinTech' (August 13, 2020). European Banking Institute Working Paper Series 2020 – no. 71. DOI: http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.3672989

MACHADO, A. de B.; RICHTER, M. F. (2020). Sustentabilidade em tempos de pandemia (COVID-19). RECIMA21 – Revista Científica Multidisciplinar, v. 1, n. 2, p. 264–279, 2020. DOI: https://doi.org/10.47820/recima21.v1i2.25

MAIA, M.; BEZERRA, C. A. Análise bibliométrica dos artigos científicos de jurimetria publicados no Brasil. RDBCI Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 18, p. e020018, 2020. DOI: https://doi.org/10.20396/rdbci.v18i0.8658889

MANSOURI, A.; MOMTAZ, P. P. Financing Sustainable Entrepreneurship: ESG Measurement, Valuation, and Performance. Labor Economics (Topic), 54 pp. 2021. DOI: http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.3844259

MATTHEWS, N.; STAMFORD, L.; SHAPIRA, P. The role of business in constructing sustainable technologies: Can the Silicon Valley model be aligned with sustainable development? SocArXiv, p. 1-40, 2021. DOI: https://doi.org/10.31235/osf.io/sh9an

MEILING, L.; YAHYA, F.; WAGAS, M.; SHAOHUA, Z.; ALI, S.A., HANIA, A. Boosting Sustainability in Healthcare Sector through Fintech: Analyzing the Moderating Role of Financial and ICT Development. INQUIRY: The Journal of Health Care Organization, Provision, and Financing, v. 58, p. 1-11, 2021. DOI: https://dloi.org/10.1177/00469580211028174

MÖLLER, E.; ÖQUIST, S. (2019). Investing for a sustainable future: drivers and barriers for sustanable venture capital investement decisions. Master thesis. Universidade de Upsalla, Suécia. Disponível em: https://www.diva-portal.org/smash/get/diva2:1333031/FULLTEXT01.pdf. Acesso em: 06 nov. 2021.

MORGAN STANLEY. Millennials drive growth in sustainable investing, 2019. Disponível em: https:// www.morganstanley.com/ideas/sustainable-socially-responsible-investing-millennials-drivegrowth. Acesso em: 05 dez. 2021.

MORO-VISCONTI, R.; CRUZ RAMBAUD, S.; LÓPEZ PASCUAL, J. Sustainability in FinTechs: An Explanation through Business Model Scalability and Market Valuation. Sustainability, v. 12, p. 10316, 2020. https://doi.org/10.3390/su122410316.

MORO-VISCONTI, R. DCF metrics and the cost of capital: ESG drivers and sustainability patterns. Università Cattolica del Sacro Cuore, Milão, 26 pp, 2020. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/344953641_DCF_METRICS_AND_THE_COST_OF_CAPITAL_ESG_DRIVERS_AND_SUSTAINABILITY_PATTERNS. Acesso em 02 dez. 2021.

MORO-VISCONTI, R. (2021) Early-Stage and Debt-Free Startups. In: Startup Valuation. Palgrave Macmillan, Cham. DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-030-71608-0_6

MUGANYI, T.; YAN, L.; SUN, H. P. Green finance, fintech and environmental protection: Evidence from China. Environmental Science and Ecotechnology, v. 7, p. 100107, 2021. DOI: https://doi.org/10.1016/j.ese.2021.100107.

MYERS JAFFE, A.; JELESCU, M.; MERINO CARELA, J. The social aspects of ESG investing: Insights on diversity in energy finance. Columbia SIPA – Centre on Global Energy Policy, março 2021. Disponível em: https://www.energypolicy.columbia.edu/research/commentary/social-aspects-esg-investing-insights-diversity-energy-finance. Acesso em: 22 nov. 2021.

NASCIMENTO, T. C.; MUSSI, A. P.; CHEROBIM, S.; BATINGA DE MENDONÇA., A. T. B. O aporte de venture capital e a predisposição de startups brasileiras em inovar. Cadernos EBAPE.BR, v. 15, n. 4, p. 1016-1030, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/1679-395174721

PASCHEN, J. Choose wisely: Crowdfunding through the stages of the startup life cycle. Business Horizons, v. 60, n. 2, p. 179-188, 2017. DOI: https://doi.org/10.1016/j.bushor.2016.11.003

PRANATA, N.; FIRDAUS, N.; MYCHELISDA, E.; HIDAYATINA, A. Crowdfunding for Infrastructure Project Financing: Lessons Learned for Asian Countries. In: Ordóñez de Pablos, P., Nabil Almunawar, N. (Eds). Handbook of Research on Big Data, Green Growth, and Technology Disruption in Asian Companies and Societies, p. 276-300, 2021. DOI: https://doi.org/10.4018/978-1-7998-8524-5

PUSCHMANN, T., Hoffmann, C.H., Khmarskyi, V. How Green FinTech Can Alleviate the Impact of Climate Change — The Case of Switzerland. Sustainability, v. 12, n. 24, p. 10691, 2020. DOI: https://doi.org/10.3390/su122410691

REISDORFEE-LEITE, B.; MARCOS DE OLIVEIRA, M.; RUDEK, M., SZEJKA, A. L.; CANCIGLIERI JUNIOR, O. (2020) Startup Definition Proposal Using Product Lifecycle Management. In: Nyffenegger F., Ríos J., Rivest L., Bouras A. (eds) Product Lifecycle Management Enabling Smart X. PLM 2020. IFIP Advances in Information and Communication Technology, vol 594. Springer, Cham. DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-030-62807-9_34

SANTOS, G. C. Análise bibliométrica dos artigos publicados como estudos bibliométricos na história do Congresso Brasileiro de Custos. Pensar Contábil, Rio de Janeiro, v. 17, n. 62, p. 4-13, 2015. Diponível em: http://www.atena.org.br/revista/ojs-2.2.3-06/index.php/pensarcontabil/article/view/2527. Acesso de: 30 nov. 2021

SUNIGOVETS, O. Enterprise competitiveness in the digital economy. SHS Web of Conferences, v. 67, p. 1-6, 2019. DOI: https://doi.org/10.1051/shsconf /20196704012

VISCONTI, R. M. (2020). DCF metrics and the cost of capital: ESG drivers and sustainability patterns. Research Gate, preprint. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/344953641_DCF_METRICS_AND_THE_COST_OF_CAPITAL_ESG_DRIVERS_AND_SUSTAINABILITY_PATTERNS . Acesso em: 05 nov. 2021

ZHANG, Y. Impact Investing and Venture Capital Industry: Experimental Evidence. SSRN, 2021. DOI: http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.3959117

ZORZI SEGALLA, A. V.; FERNANDES, H. W.; RIBEIRO DOMINGUES, J. A.; KOGA, M. H.; SANTOS SIQUEIRA, N. Startups: qual o caminho para o sucesso? Revista Acadêmica de Tecnologias em Educação, 2020. Disponível em: https://periodicos.unimesvirtual.com.br/index.php/tecnologias-em-edu/article/view/1147. Acesso em 02 dez. 2021.

Downloads

Publicado

16/01/2022

Como Citar

França Siqueira, T. ., Richter, M. F., & Bem Machado, A. de. (2022). INTERSECÇÕES ENTRE MODELOS DE NEGÓCIOS, STARTUPS E ESG – UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO. RECIMA21 - Revista Científica Multidisciplinar - ISSN 2675-6218, 3(1), e311047. https://doi.org/10.47820/recima21.v3i1.1047

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)