USO DE EPI NA CONSTRUÇÃO CIVIL: APLICAÇÃO DO PROCEDIMENTO FMEA PARA VERIFICAÇÃO DE INCONFORMIDADES EM UMA OBRA NO MUNICÍPIO DE IMPERATRIZ-MA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47820/recima21.v3i5.1417

Palavras-chave:

Construção Civil, Segurança do trabalho, FMEA

Resumo

A indústria da Construção Civil foi um segmento dos que mais houve crescimento nos últimos anos, entretanto, o cuidado com a segurança dos trabalhadores, assim como a utilização dos equipamentos destinados a proteção individual não vem seguindo esse mesmo ritmo nas obras. O objetivo deste trabalho foi identificar à irrelevância da utilização de equipamentos destinados a proteção individual na construção civil levando em consideração as técnicas e as normalizações vigentes numa obra no município de Imperatriz/MA. Com base nos registros fotográficos foram realizados questionamentos se baseando nas inconformidades encontradas em relação às normas regulamentadoras n° 6, n° 18 e n° 35. Logo em seguida, os dados obtidos foram usados para a aplicação do FMEA (failure mode and effect analysis). Após a obtenção dos RPNs (risk priority number) foi possível destacar os métodos de falha encontradas. Para a quebra de escada obteve o maior RPN - 250, seguido de queda do colaborador da escada – 100 e queda de pessoa no interior da demolição – 100 respectivamente. Portanto, através do registro fotográfico foi realizado in loco foram encontradas algumas situações que representam riscos aos trabalhadores e, a partir dos dados obtidos foi realizada ações corretivas e alertas para a melhoria e segurança da obra supracitada nesse trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Vinícius Romão Batista da Silva

Graduado em Engenharia Civil pela Universidade CEUMA campus Imperatriz- Maranhão

Marinna Rafaella de Carvalho Sousa Bezerra

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Tocantins (2014). Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Planejamento e Projeto do Espaço Urbano, atuando principalmente no seguinte tema: planejamento urbano, reestruturação urbana, espaço urbano. Universidade CEUMA.

Fernando Henrique Fernandes Sousa

Engenheiro Civil pela Faculdade Presidente Antônio Carlos: Porto Nacional, Tocantins - Mestre em Engenharia Civil pela Unviersidade do Vale do Rio dos Sino: São Leopoldo, Rio Grande do Sul. Docente do curso de Engenharia Civil e Engenharia de Produção da Universidade CEUMA campus Imperatriz - Maranhão.

Ciguivon José de Oliveira Junior

Engenheiro Civil pela Faculdade Objetivo, IUESO - Especialista em Projeto, Execução e Desempenho de Estruturas e Fundações. Docente do Curso de Engenharia Civil da Universidade CEUMA campus Imperatriz, Maranhão

Diogo Ramon do Nascimento Brito

Engenheiro de Alimentos pela Universidade Federal do Maranhão. Mestre em Ciência dos Materiais pela Universidade Federal do Maranhão. Docente dos cursos de Engenharia Civil, Engenharia de Produção e Arquitetura e Urbanismo na Universidade CEUMA, Imperatriz, Maranhão Brasil.

Referências

AIAG. Manual FMEA. 3 a. edição. Automotive Industry Action Group, 2001

CARVALHO J.M. R.; Gestão de projetos da academia à sociedade. Curitiba: InterSaberes, 2012.

CAVAIGNAC; A.L. De O. & Forte L.L.N. (2018). Utilização do FMEA para priorização de risco ocupacional: uma nova abordagem direcionada a construção civil, Brazilian Journal of Production Engineering, 4(3), 132-149.

CAVAIGNAC, A. L. De O. &; Uchoa, J. G. L. (2018). Obtaining FMEA’s indices for occupational safety in civil construction: a theoretical contribution. Brazilian Journal of Operations & Production Management, 15(4), 558-565.

CUNHA, Wellington. O uso de EPI-Equipamento de proteção individual e a influência na produtividade da empresa. Bauru/SP, Julho. 2006.

CRUZ, Simão Pedro. Saimeiro. Implementação de uma FMEA no caso de uma luminária.” Aveiro: Universidade de Aveiro. 2009, 73f. Dissertação. (Mestre em Engenharia e Gestão Industrial). Universidade de Aveiro. Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial. Disponível em: < file:///e:/implementacaodofemea.pdf>. Acesso em: 08/09/2020.

DOBROVOLSKY, Marlene et. al. Segurança no trabalho: uso de EPI. 4º. Encontro De Engenharia e Tecnologias em Campos Gerais, 2008. Disponível em http://www.4eetcg.uepg.br/oral/56_2.pdf acesso em 13 de novembro de 2020.

ERMENEGILDO, Ivo Marcelo. Aplicação da análise de modos e efeitos de falha – FMEA – para avaliação de situações de riscos no projeto de prevenção de incêndio da casa do estudante universitário (CEU-PR). 2014, 61f. Monografia (Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho) Departamento de Construção Civil, Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR. Disponível em: < http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/3479/1/CT_CEEST_XXVII_2014_ 17.pdf>. Acesso em: 10/09/2020.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisas. 5.ed. São Paulo - SP: Atlas, 2008.

LEAL, F; PINHO, A.F. Análise de falhas através da aplicação do FMEA e da teoria Grey. XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção – Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005. ENEGEP 2005 ABEPRO 1537.

LEITE, M. S. B.et al. Modelo de Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho como Ferramenta para Gerenciamento dos Perigos Críticos e Riscos Ambientais em Empresas Construtoras. Enciclopédia Biosfera.V.10, n.18; p.3666. Goiânia. 2014.

LOPES NETO, André & BARRETO, Maria de Lourdes. A utilização do EPI neutraliza a Insalubridade. Revista CIPA - Caderno Informativo de Prevenção de Acidentes. São Paulo: CIPA Publicações, ano xvii, n. 187, 1996.

MATTOS, A. D. (2010). Planejamento e controle de obras (1. ed.). São Paulo: PINI. 2010.

Ministério do Trabalho e Emprego. NR 18 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção. Brasília: Ministério do Trabalho e Emprego, 2015.

MORAES, M. M. Rosa. Procedimentos para o processo de planejamento da construção: estudo de caso. Dissertação (Mestrado em Construção Civil), Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), 2007. 106 p. Disponível em: < https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/4619?show=full >. Acesso em: 20 set. 2019.

NR-35 Comentada. Copyright 2012. h) __________. Ministério do Trabalho e Emprego, Secretaria de Segurança e Saúde no Trabalho (SSST).

PEIXOTO, N.H. Curso técnico em automação industrial: segurança do trabalho. –

ed. – Santa Maria : Universidade Federal de Santa Maria : Colégio Técnico Industrial de Santa Maria, 2010. 128 p. : Disponível em http://redeetec.mec.gov.br/images/stories/pdf/eixo_ctrl_proc_indust/tec_autom_ind/seg_trab/161012_seg_do_trab.pdf

______. Ministério do Trabalho e Emprego. NR 06 – Equipamento de Proteção Individual – EPI. Brasília: Ministério do Trabalho e Emprego, 2015.

Downloads

Publicado

07/05/2022

Como Citar

da Silva, T. V. R. B. ., Bezerra, M. R. de C. S., Sousa, F. H. F., Oliveira Junior, C. J. de, & Nascimento Brito, D. R. do. (2022). USO DE EPI NA CONSTRUÇÃO CIVIL: APLICAÇÃO DO PROCEDIMENTO FMEA PARA VERIFICAÇÃO DE INCONFORMIDADES EM UMA OBRA NO MUNICÍPIO DE IMPERATRIZ-MA. RECIMA21 - Revista Científica Multidisciplinar - ISSN 2675-6218, 3(5), e351417. https://doi.org/10.47820/recima21.v3i5.1417

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)