A COMPLEXIDADE DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA DURANTE A PANDEMIA DO COVID-19.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47820/recima21.v2i8.620

Palavras-chave:

Covid-19, Violência doméstica, Isolamento social

Resumo

O isolamento social instituído como forma de estreitar a transmissão do Covid-19 está intimamente relacionado ao aumento dos casos de violência doméstica. O artigo elaborado objetiva evidenciar fatores que favorecem os atos violentos na pandemia, sem o mínimo intuito de justificar qualquer tipo de crime. Os grupos mais afetados com o contexto de confinamento e violência são as crianças, mulheres e idosos, pois a fragilidade já existente ganhou elementos suscetíveis às opressões, dentre eles, o distanciamento da rede de apoio. A metodologia englobou buscas bibliográficas em diversas bases de dados principalmente em artigos publicados a partir de 2020 associados ao Covid-19. Em suma, destaca a necessidade de informações sobre ações capazes de minimizar ou extinguir atos abusivos nas populações vulneráveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Lopes da Silva Almeida

Graduanda em Medicina, atualmente no 6º ano, no Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Atuou como membro da Liga Acadêmica de Anatomia Clínica (LAAC) de 2017-2018. Concluiu com êxito o curso de ACLS e o curso de Emergência Clínicas (CLINICS) em 2021. Realizou estágio extracurricular no Hospital Praia da Costa (Vila Velha - ES) em 2021, com atividades práticas na especialidade de ortopedia e traumatologia, totalizando uma carga horária de 100h. Publicou em capítulo de livros, participa de congressos, simpósios e cursos.

Gabriela Gatti Machado

Graduada em Farmácia (2015) pelo Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Graduanda de Medicina, atualmente no 6° ano, no Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Atuou na diretoria da Liga Acadêmica de Clínica Médica (LACLÍM) no cargo de secretária entre 2017-2018, e como membro de 2016-2021. Atuou como membro na Liga Acadêmica de Cirurgia (LACC) entre 2017-2020 e Liga Acadêmica de Ginecologia e Obstetrícia (GENUS) de 2018-presente. Publicou em capítulo de livro e apresentou trabalho na modalidade oral em Congresso.

Igor Casagrande dos Santos

Graduando em medicina, atualmente no 6° ano no centro universitário do Espírito Santo, (UNESC), atuou como membro fundador da liga acadêmica de medicina da família (LAMFC), de 2017 a 2018, atuou  como membro da liga acadêmica de psiquiatra (LAPSIQ) , de 2019 a 2020. Concluiu com êxito o curso de ACLS, o curso de PALS e o curso de emergências clínicas ( CLINICS ) em 2021. Publicou um capítulo de livro, apresentou um relato de caso em congresso. Participa de congressos, cursos e simpósios. Fluente em português, intermediário em espanhol. Possui interesse em área de saúde, como pediatria.

Luiz Fernando Ferraço Boldrini

Graduando em Medicina, atualmente no 6º ano, no Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Atuou como membro da Liga Acadêmica de Pneumologia (LIAP) em 2016-2017 e membro da Liga Acadêmica de Clínica Cirúrgica (LACC) em 2018-2020. Publicou em capítulo de livro. Participa de congressos/simpósios. Concluiu o ACLS com êxito em 2021.

Marcela Brum dos Reis

Graduanda em medicina, atualmente no 4° ano no Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC), atuou como membro/secretária da liga acadêmica de psiquiatria infantil (LIAPIN) de 2018 a 2020, atua  como membro fundadora da liga acadêmica de simulação realística (SIMULA). Atua como membro da liga acadêmica de Pediatria (LAPEDIN). Atualmente monitora da matéria de Farmacologia. Publicou um capítulo de livro, participa de congressos nacionais, cursos e simpósios. Fluente em português, avançado em inglês. Possui interesse em área de saúde, como pediatria e psiquiatria

Mariana Serapião Rebelin

Graduanda de Medicina, atualmente no 6° ano, no Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Atuou na diretoria da Liga Acadêmica de Cardiologia (LICARDIO-UNESC) no cargo de presidente entre 2018-2020. Publicou em capítulos de livro e em anais de eventos, apresentou trabalhos na modalidade pôster e formato oral em congressos. Organizou o I e II Curso de Eletrocardiograma oferecido pela LICARDIO, sendo a responsável por desenvolver o material didático de ambos os cursos. Realizou com êxito o ACLS administrado em 2021.

Matheus de Almeida Schittini

Graduando em Medicina, atualmente no 6º ano, no Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Participou do Programa de Monitoria de Ensino, vinculado a disciplina Histologia em 2019. Atuou como membro Liga Acadêmica de Clínica Médica (LACLIM) de 2018-2021 e Liga Acadêmica de Diagnóstico e Raciocínio Clínico (LADIRC) de 2017-2019. Publicou artigo completo em periódico, em capítulos de livros e apresentação em congresso. Participou de comissões de organização de congresso e simpósio, além de frequentar congressos, simpósios e cursos de qualidade. Concluiu com êxito o curso de ACLS em 2021.

Renan Estaquioti Rizo

Graduando em Medicina, atualmente no 4º ano, no Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Diretor científico do Centro Acadêmico de Medicina de Colatina em 2018-2019. Atuou como membro da Liga Acadêmica de Medicina da Família e Comunidade (LAMFC) em 2019-2021 e membro da Liga Acadêmica de Simulação Realística (SIMULA) em 2020-2021. Participa de congressos/simpósios. Fluente em português e nível avançado em inglês.

Stephen Cunha da Silva

 

Graduando em medicina, atualmente no 6° ano no centro universitário do Espírito Santo, (UNESC), atuou  como membro da liga acadêmica de medicina do esporte (LAMES) , de 2016 a 2018 e da liga acadêmica de oftalmologia (LAOF), de 2017 a 2018. Concluiu com êxito o curso de ACLS, em 2021. Participa de congressos, cursos e simpósios. Fluente em português, intermediário em espanhol. Possui interesse em área de saúde, como psiquiatria.

André de Oliveira Lourenço

Graduado em Medicina pela Faculdade Brasileira UNIVIX (2012). Atualmente atua como preceptor no módulo de Saúde Mental e do idoso no Internato do Curso de Medicina do Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC), médico plantonista do Hospital Maternidade. Tem experiência na área de Medicina Generalista e atendimento a pacientes de saúde mental.

Referências

Oliveira D, Oliveira P, Rocha F, et al. COVID-19, isolamento social e violência doméstica: evidências iniciais para o Brasil. Depto. Economia FEA-USP [internet]. 2020 Jul [acesso 2021 Mar 20]; JEL:J12,C26;(20). Disponível em: http://www.repec.eae.fea.usp.br/documentos/Oliveira_Oliveira_Rocha_Diaz_Pereda_20WP.pdf

Lobo JC. Uma outra pandemia no Brasil: as vítimas da violência doméstica no isolamento social e a “incomunicabilidade da dor”. Rev. Antrop. e Arqueol. [internet]. 2020 Jan-Jun [acesso 2021 Mar 25]; 8(1)20-26. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/tessituras/article/view/18901

Fundação Oswaldo Cruz; Ministério da Saúde. Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Pandemia de Covid-19. Cartilha de recomendações gerais: 2020. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2021.

Walksman RD, Blank D. A importância da violência doméstica em tempos de COVID-19. Resid Ped Rev [internet]. 2020 Jul 10 [acesso em 2021 Abr 1]; 10(2-414). Disponível em: https://cdn.publisher.gn1.link/residenciapediatrica.com.br/pdf/rp240920a03.pdf

Marques ES, Moraes CL, Hasselmann MH, et al. A violência contra mulheres, crianças e adolescentes em tempos de pandemia pela COVID-19: panorama, motivações e formas de enfrentamento. Cad. Saúde Pública [internet]. 2020 Abr 30 [acesso 2021 Mar 14]; 36(4):e00074420. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2020000400505&tlng=pt

Vieira PR, Garcia LP, Maciel ELN. Isolamento social e o aumento da violência doméstica: o que isso nos revela? Rev. Bras. Epidemiol. [internet]. 2020 Abr [acesso 2021 mar 20]; 23:e200033. Disponível em: https://blog.scielo.org/wp-content/uploads/2020/04/1980-5497-rbepid-23-e200033.pdf

Sousa IN, Santos FC, Antonietti CC. Fatores desencadeantes da violência contra mulher na pandemia COVID-19: Revisão integrativa. REVISA. [internet]. 2021 [acesso 2021 mar 10]; 10(1):51-60. Disponível em: http://revistafacesa.senaaires.com.br/index.php/revisa/article/view/679

Fornari LF, Lourenço RG, Oliveira RNG, et al. Violência doméstica contra a mulher na pandemia: estratégias de enfretamento divulgadas pelas mídias digitais. Rev. Bras. Enferm. [internet]. 2021 Jan [acesso 2021 mar 20]; 74(1):e20200631. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-1672021000800202&script=sci_arttext&tlng=pt

Santos LL, Viegas LB, Teixeira ML, et al. Social isolation as a trigger for violence against women in the pandemic experience. RSD [Internet]. 2020 Jul 30 [acesso em 2021 Abr 10]; 9(8):e719986104. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/6104

Moraes CL, Marques ES, Ribeiro AP, et al. Violência conta idosos durante a pandemia de Covid-19 no Brasil: contribuições para seu enfretamento. Ciênc. saúde coletiva [Internet]. 2020 Set 30 [acesso em 2021 Abr 10]; 25(Suppl.2):4177-4184. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232020006804177

Ornell F, Halpern SC, Dalbosco C, et al. Violência doméstica e consumo de drogas durante a pandemia da COVID-19. Pensando fam. [Internet]. 2020 Jun [acesso em 2021 Abr 01]; 24(1):3-11. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-494X2020000100002

Organizações das Nações Unidas. Conheça as leis e os serviços que protegem as mulheres vítimas de violência de gênero. DF: Brasília; ONU, 2021.

Feder G, d’Oliveira AFL, Rishal P, et al. Domestic violence during the pandemic: Healthcare systems have failed to respond adequately despite increased need globally. BMJ [internet]. 2021 mar [acesso em 2021 Mar 25]; 372(722):10.1136. Disponível em: https://www.bmj.com/content/bmj/372/bmj.n722.full.pdf

Soares CFS, Araújo RS, Estrela FM, et al. Fatores precipitantes e/ou agravantes da violência contra crianças no contexto da COVID-19. Braz Journ Dev [internet]. Jan 2021 [acesso em 2021 mar 25]; 7(1):9430-9442. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/23714/19051.

Downloads

Publicado

13/09/2021

Como Citar

Lopes da Silva Almeida, G., Gatti Machado, G. ., Casagrande dos Santos, I., Ferraço Boldrini, L. F., Brum dos Reis, M., Serapião Rebelin, M., de Almeida Schittini, M., Estaquioti Rizo, R. ., Cunha da Silva, S., & Oliveira Lourenço, A. de. (2021). A COMPLEXIDADE DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA DURANTE A PANDEMIA DO COVID-19. RECIMA21 - Revista Científica Multidisciplinar - ISSN 2675-6218, 2(8), e28620. https://doi.org/10.47820/recima21.v2i8.620

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)