Anúncios

É com grande prazer e alegria que apresento a vocês a RECIMA21 – uma revista científica que tem como objetivo levar informação, conhecimento e compartilhamento a todos aqueles que comungam com a ideia que a educação é a única ferramenta que pode mudar uma sociedade e seu povo. Por ser uma revista cientifica, será um porto seguro para os pesquisadores e técnicos submeterem seus trabalhos para o acesso de todos democraticamente. Quando você compartilha informação e conhecimento você está ajudando o mundo a entender melhor as variáveis, cujo entorno estão sempre se desenhando, compreendendo que nossa sociedade é liquida e a compreensão nos faz mais humanos. 

A revista nasceu de uma ideia de dois professores universitários que objetivaram criar um local que fosse o espelho dos trabalhos científicos e apresentasse um corpo editorial e científico a altura da qualidade dos trabalhos apresentados. Assim, nasce a RECIMA21 com propósito de se tornar uma referencia em periódicos científicos publicados eletronicamente pela Internet, a partir deste ano de 2020.

  • Resultado da pesquisa e ajuste no valor da publicação

    25/11/2021

    Caros articulistas, espero que todos estejam bem!

    Realizamos uma pesquisa nas três revistas da Editora RECIMA21 com nossos articulistas neste mês de novembro, para verificar o nível da qualidade do nosso serviço e a aceitação das revistas.

    Resultados:

    • Qual conceito você daria para a RECIMA21, considerando todos os aspectos principais da revista? 99% excelente
    • Você indicaria a RECIMA21 para alguém? 98% Sim!
    • Você acha que falta informações na página da revista? 90% Não!

    Os demais resultados não publicaremos, visto que são de ordem estratégica da revista.

    Informação importante: Alteraremos o valor da publicação a partir do dia 1 de janeiro de 2022. Qualquer artigo publicado ou em processo de publicação (editoração) ou submetido, recolherá a taxa de publicação no valor de R$ 200,00 (duzentos reais). Manteremos este valor durante todo o ano de 2022. A justificativa para o ajuste é o câmbio. Todo artigo recebe um DOI, e ele é pago em dólares. Aumento dos serviços terceirizados da revista, tais como: escritório, hospedagem da revista, T.I., revisão dos artigos, editoração, bibliotecária, impostos, marketing, publicidade etc. Todos estes gastos, infelizmente subiram muito neste ano, e para manter a qualidade e a eficiência da revista, os editores tomaram tal decisão. Espero a compreensão de todos! Obrigado.  

     

    Saiba mais sobre Resultado da pesquisa e ajuste no valor da publicação
  • ASSISTA AO VIVO O ANÚNCIO DOS GANHADORES DOS ARTIGOS MAIS ACESSADOS DO ANO DE 2021!

    27/10/2021

    Clique no link abaixo para acompanhar ao VIVO, no dia 1 de dezembro as 20 h a live do anúncio dos ganhadores dos artigos mais acessados do ano de 2021.

    Entrar no Zoom

    https://us02web.zoom.us/j/89448967805?pwd=R0FnSFpGaDhBZHBnQVo5Ulp4OTlXZz09

    ID da reunião: 894 4896 7805

    Senha de acesso: 474294

    Saiba mais sobre ASSISTA AO VIVO O ANÚNCIO DOS GANHADORES DOS ARTIGOS MAIS ACESSADOS DO ANO DE 2021!
  • Encontro Nacional das Revistas Científicas, 2021

    03/10/2021

    No dia 1 de outubro de 2021, na cidade de Cabo Frio no Estado do Rio Janeiro, nas instalações da Ferlagos – Fundação Educacional da Região dos Lagos, realizamos o primeiro encontro nacional das revistas científicas. O evento ocorreu com a participação de palestrantes nacionais e internacional. Tivemos a participação da ABEC – Associação Brasileira de Editores Científicos, da FCU, Florida Christian University, de Orlando, EUA.  Clique no link abaixo para assistir o evento via YouTube.

    Clique - Encontro Nacional das Revistas Científicas

    Saiba mais sobre Encontro Nacional das Revistas Científicas, 2021
  • Novo indexador e fator de impacto

    15/09/2021

    Queridos articulistas, espero que todos estejam bem!

    Trago boas notícias sobre nossos periódicos. As nossas revistas RECIMA21, RECISATEC e a ACERTTE, foram indexadas em uma das maiores plataformas de periódicos do mundo a NORMATIZA – Canadense, que atua na América do Norte, Brasil e Europa, e todas as três revistas já conquistaram seu fator de impacto; a RECIMA21 ficou com 4,99 e com 5 estrelas (nota máxima de qualidade da plataforma), a RECISATEC ficou com 1,25 e com 4 estrelas e a ACERTTE com 1,39 e com 5 estrelas. Vocês poderão acessar nos links abaixo.

     

     RECIMA21

    https://normatiza.eorbit.com.br/consulta/index.php?revista=RECIMA21&issn=&edtnormatiza=0&edtarea=0&edtperiodicidade=0&fator=&qualiscapes=0&scopus=0&webofscience=0

    RECISATEC

    https://normatiza.eorbit.com.br/consulta/index.php?revista=RECISATEC&issn=&edtnormatiza=0&edtarea=0&edtperiodicidade=0&fator=&qualiscapes=0&scopus=0&webofscience=0

    ACERTTE

    https://normatiza.eorbit.com.br/consulta/index.php?revista=ACERTTE&issn=&edtnormatiza=0&edtarea=0&edtperiodicidade=0&fator=&qualiscapes=0&scopus=0&webofscience=0

     

     

    Saiba mais sobre Novo indexador e fator de impacto
  • Aniversário da RECIMA21, primeiro ano de vida!

    23/08/2021

    No dia 28 de agosto a Revista RECIMA21 completará seu primeiro ano de vida! Um verdadeiro sucesso, graças a vocês editores, conselheiros, avaliadores e articulistas que acreditaram em nosso projeto.

    Nestes doze meses conseguimos indexar/diretórios 58 plataformas nacionais e internacionais, atingimos um fator de impacto de 6.489 – COSMOS, EUA, estamos com mais de 1.100 cadastros em nossa plataforma, publicamos mais de 300 artigos e atingimos a média de 11 mil acessos por mês, sendo visto por mais de 100 países, segundo o Google Analytics.

    Estamos crescendo e desejando cada vez mais atingir um padrão de qualidade que atenda nossos articulistas, bem como as diretrizes nacionais e internacionais de um bom periódico científico, sem deixar de ter um olhar sobre aqueles que tem dificuldades em publicar suas pesquisas regionalizadas. Assim, a RECIMA21 segue dando oportunidades e voz a todos que possam contribuir com informações científicas, cases de sucesso, trabalhos de conclusão de curso e pesquisas empíricas para melhorar nossa relação socioeconômica com o país e também com o nosso planeta Terra.

    Obrigado a todos!

    Saiba mais sobre Aniversário da RECIMA21, primeiro ano de vida!
  • Uma breve história das revistas científicas

    08/08/2021

    Uma breve história das revistas científicas

    No inicio do século XVII temos os passos iniciais das publicações de pesquisas científicas em periódicos, um dos primeiros foi o Journal des Savants e o Philosophical Transactions, ambos iniciaram suas atividades em 1665.

    Neste período a comunicação ocorria por meio de cartas, livros e reuniões filosóficas e científicas que demoravam para chegar às ruas, e tais debates tinham sua restrita circulação entre as elites acadêmicas e financeiras da época. A ciência não era democrática, e nem de livre acesso, como conhecemos hoje graças a mobilidade social e a democratização da educação da maioria dos países.

    O desenvolvimento tecnológico trouxe a impressão e circulação destes periódicos e seu acesso torna-se mais democrático e social. Assim, o debate das ideias passou a ser mais amplamente discutido e divulgado. A partir da década de 90, com o advento da Internet e o aparecimento das primeiras revistas eletrônicas, o acesso aberto, o uso do DOI (Digital object identifier) e até mesmo o crescimento das publicações preprint (publicações sem revisão por pares e não publicadas em revistas e o fat track (publicação com etapas reduzidas de editoração), registramos um cenário propício para o crescimento de periódicos em todo o mundo, destacando a sua segmentação e também a comercialização destas plataformas ‘do saber’, que antes era restrito apenas às universidades e, agora, o setor privado passa a ser um ator importante neste cenário cada vez mais disputado entre editores.

    Vídeo que conta a história dos periódicos

    https://www.youtube.com/watch?v=SaAUMiJmiZQ&t=329s

    Saiba mais sobre Uma breve história das revistas científicas
  • Um olhar sobre os periódicos científicos do Brasil

    22/07/2021

    Os artigos científicos são uma ferramenta de divulgação dos trabalhos de pesquisa e desenvolvimento de grandes cientistas há mais de cinco séculos. Estes periódicos tinham sua divulgação realizada fisicamente, ou seja, impressos até meados do ano 2000, quando passaram a ser publicados digitalmente, via Internet, através de sites específicos e plataformas próprias, um exemplo é a da Open Journal Systems, que cede aos editores e universidades um programa gratuito para divulgarem seus trabalhos de pesquisa.

    Com a mudança de plataforma, os artigos passaram a ser mais acessados e todo o processo mais democrático. A revista impressa limitava o acesso a informação, até pelo seu formato, que não poderia estar em qualquer lugar ao mesmo tempo, ao contrário da revista online que está a todo tempo disponível, gratuitamente em qualquer parte do mundo que tenha um sinal de Internet. E é importante ressaltar que o custo de uma revista impressa é dez vezes superior a revista online, sendo assim, nota-se que com a democratização do acesso, registramos também o aumento de mais artigos sendo publicados, com a inclusão de particularidades regionais, que antes não era possível.

    Segundo a CAPES (2020), temos hoje registrados 26 mil periódicos na sua base de dados, com aproximadamente 10% deles sendo periódicos sem nenhum registro, indexação ou fator de impacto, apenas agindo no mercado para ganhos financeiros, deixando de lado seu papel principal que é de divulgar pesquisas científicas de alto nível. Esta base de dados da CAPES, que foi criado com o objetivo de qualificar publicações em seus programas de stricto sensu, acabou sendo utilizada de forma equivocada em classificação das revistas no Brasil, deixando de lado os indicativos mais importantes, que são: fator de impacto da revista e as indexações, qualitativos utilizados em todos os países do mundo, com exceção do Brasil. Espero que a CAPES, encontre um meio termo para resolver tal questão que vem causando um mal estar entre os periódicos, principalmente os internacionais que possuem alto fator de impacto, mas não tem Qualis, o que acaba sendo uma injustiça, provocada por esta “jabuticaba” brasileira.

    Prof. Dr. Márcio Magera Conceição Ph.D

    Editor-Chefe das revistas RECIMA21, RECISATEC e ACERTTE

    Pró-reitor da Universidade Guarulhos, SP, Brasil

     

    Saiba mais sobre Um olhar sobre os periódicos científicos do Brasil
  • A RECIMA21 e o Meio Ambiente

    17/06/2021

    A RECIMA21 e o Meio Ambiente

    Você sabia que uma folha A4 consome 10 litros de água na sua fabricação e 0,013% do tronco de uma árvore de eucalipto? Portanto, já passou da hora de parar de imprimir papel e começar a usar o sistema digital que é muito mais seguro e que economiza milhões de árvores em todo o planeta. Sem deixar de destacar a importância da economia da água e seu reuso. A informação junto com a formação não precisa de nada físico para sua união, apenas o pensar e a cognição, portanto, vamos adotar esta prática de não imprimir, para não destruir nosso planeta Terra. Nosso único lar!

    Saiba mais sobre A RECIMA21 e o Meio Ambiente
  • Pesquisa de opinião sobre a qualidade da RECIMA21

    09/06/2021

    Os editores da RECIMA21, pensando em melhorar a qualidade dos serviços prestados, criaram a CPAC – Comissão Própria de Avaliação Científica, esta comissão será responsável pela Governança Corporativa, bem como a qualidade do site e os serviços prestados. Fazem parte desta comissão os membros do Conselho Editorial.

    Estamos divulgando parcialmente o resultado da nossa primeira pesquisa de opinião que realizamos com nossos articulistas, leitores e cadastros em geral da RECIMA21 no mês de maio de 2021.

    O conceito percebido por eles sobre todos os aspectos da revista foi de 94% entre excelente e bom. Os que indicariam a revista para outros totalizaram 98%, quase unanimidade. Seguindo nesta linha de excelência, 96% acreditam que não falta nada na revista e 60% consideram o tempo ideal da submissão até a publicação de 30 a 40 dias. Segue resultado detalhado.

    Qual conceito você daria para a RECIMA21, considerando todos os aspectos principais da revista?

    66% Excelente

    28% Bom

    6%  Regular

    Você indicaria a RECIMA21 para alguém?

    98% Sim

    Você acha que faltam informações na página da revista?

    96% Não falta nada.

    Qual o tempo necessário (em dias) que você acha que o artigo deveria ser publicado? Da submissão até a publicação?

    30 dias 40%

    40 dias 20%

    20 dias 15%

    15 dias 15%

    10 dias 10%

    Continuaremos trabalhando para melhoria da qualidade da nossa revista e agradecemos aos 145 participantes pela contribuição.

    Saiba mais sobre Pesquisa de opinião sobre a qualidade da RECIMA21
  • RECIMA21 agora em fluxo contínuo!

    05/05/2021

    A partir deste mês de maio a revista passa a publicar em fluxo contínuo, sem deixar os cuidados necessários da qualidade em segundo plano. Assim, a revista procura atender uma necessidade dos articulistas que precisam dar uma resposta ao mercado editorial dentro de um prazo exequível, sem comprometer o regulamento da revista, bem como a qualidade dos artigos. A Recima21 conta hoje com o fator de impacto de 5.289 segundo a SJIF - Scientific Journal Impact Factor, Estados Unidos da América. Estamos também indexados em 49 plataformas nacionais e internacionais, estando presente assim, em todos os continentes do mundo. Segundo o Google Analytics a RECIMA21 vem recebendo 4.500 visitas por mês, um número expressivo para uma revista que tem apenas 8 meses.

    Estamos acompanhando os acessos dos nossos artigos pela plataforma Open Journal Systems e os três primeiros artigos que obtiverem mais acesso até o dia 1 de dezembro de 2021, receberão um prêmio em dinheiro e um certificado de honra ao mérito da RECIMA21. O regulamento para o prêmio TOP RECIMA21 já está no site da revista.

    Saiba mais sobre RECIMA21 agora em fluxo contínuo!
  • Prêmio TOP RECIMA21 - Artigos mais acessados!

    17/04/2021

    REGULAMENTO DO PRÊMIO TOP RECIMA21 – ARTIGO MAIS ACESSADO NO ANO DE 2021 – PATROCÍNIO FCU – FLORIDA CHRISTIAN UNIVERSITY USA

    Com o objetivo de promover a ciência, bem como sua divulgação, a revista RECIMA21 está criando a partir deste ano, o prêmio TOP ACESSO RECIMA21. Todos os articulistas que submeterem artigos na revista estarão concorrendo. Sem precisar fazer inscrição ou pagar alguma taxa para isto, basta ter submetido um artigo na revista, na data estabelecida no regulamento.

    Neste ano, será oferecido aos articulistas da revista RECIMA21, que atenderem ao regulamento (os três artigos mais acessados), um prêmio total de US$ 1.000,00 (mil dólares), cujo valor, será dividido entre os três primeiros colocados. O valor será convertido pelo câmbio do dia 1 de dezembro de 2021, em Reais (moeda corrente no país), aos três artigos vencedores será oferecido também, um Certificado de Honra ao Mérito. O regulamento para participar e concorrer ao prêmio, segue abaixo:

    Clique aqui para ler o regulamento do TOP RECIMA21

     

     

    Saiba mais sobre Prêmio TOP RECIMA21 - Artigos mais acessados!
  • Novidades na RECIMA21!

    15/04/2021

    Amigos da RECIMA21,

    Tenho novidades que quero compartilhar com vocês. Nossa revista teve início há 7 meses e estamos indo para a 5º edição. O número de indexadores saltou para 40 e o fator de impacto subiu para 5.289. Estamos recebendo 4.500 visitas por mês no site, segundo o Google Analytics. Realmente um grande sucesso em tão pouco tempo! O número de artigos submetidos diariamente aumentou e com ele também nossos custos referentes à gestão da revista. A RECIMA21 é uma produção independente e é mantida pelos seus editores-chefes, mas o custo do DOI – cada artigo recebe um, da bibliotecária - que faz as correções das citações, os custos de T.I., do escritório, a revista tem CNPJ, da publicidade, o site a onde a revista é hospedada, dos revisores de português no final, antes da publicação e os impostos, entre outros gastos e investimentos, fizeram com que tomássemos a decisão de começar a solicitar uma ajuda de custo no valor de R$ 100,00 reais (cem reais) para cada artigo aceito para publicação na RECIMA21, que será cobrado de todas as submissões/publicações a partir do dia 20 de abril de 2021. Ressalto mais uma vez que somente artigos aceitos para publicação é que irá recolher a taxa.

    Estaremos realizando um concurso para o artigo mais acessado na RECIMA21 no ano de 2021. O TOP RECIMA21. E os três mais acessados receberão um prêmio em dinheiro da Florida Christian University - FCU USA. Nossa parceira internacional. O regulamento logo estará no site da revista.

    Clique aqui para ir visitar o site da FCU

    Obrigado a todos que têm contribuído com o sucesso da RECIMA21,

    Prof. Dr. Márcio Magera Conceição Ph.D

    Prof. Esp. Edson Roberto Berbel

    Editores-chefes

     

    Saiba mais sobre Novidades na RECIMA21!
  • Revista RECIMA21 entre as 5.500 revistas do mundo que publicaram temas sobre COVID-19

    20/03/2021

    A Revista RECIMA21 está entre as 5.500 revistas do mundo que publicaram temas sobre COVID-19. Esta indexação, que  foi realizado pelo site Europeu, demonstra a abrangência  e qualidade que nosso periódico vem desenvolvendo ao longo dos seus 6 meses  de existência. Clique no link abaixo para ver a relação das revistas. Número na lista 2.985.

    Relação mundial das revistas que publicaram temas sobre COVID-19

    Saiba mais sobre Revista RECIMA21 entre as 5.500 revistas do mundo que publicaram temas sobre COVID-19
  • Publicação de Trabalho de Conclusão de Curso-TCC

    19/11/2020

    É com grande satisfação que comunico aos senhores, que a revista RECIMA21 passa a partir de hoje, a publicar também Trabalhos de Conclusão de Cursos-TCC, das mais diversas áreas e formações: graduação, especialização, pós-graduação , MBA. Como os trabalhos já passaram por uma orientação e banca, o conselho editorial apenas irá fazer uma verificação da formatação/conteúdo, seguindo os padrões da revista e a inclusão do DOI – Identificador de Objeto Digital, em cada TCC publicado. O objetivo é proporcionar uma maior visibilidade aos estudos finalizados de conclusão e, assim, contribuir com a pesquisa, qualidade e a extensão das instituições de ensino superior brasileiras e internacionais.

    Saiba mais sobre Publicação de Trabalho de Conclusão de Curso-TCC