REVISÃO DA LITERATURA SOBRE O TRATAMENTO FARMACOLÓGICO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47820/recima21.v3i1.1023

Palavras-chave:

Transtornos Alimentares; Farmacoterapia; Psicofarmacologia

Resumo

Os distúrbios alimentares são doenças de caráter psicopatológico e quando não tratadas corretamente prejudicam o indivíduo afetando-o socialmente, mentalmente e biologicamente. Dentro desse contexto, o trabalho avaliou, com base na literatura, os fármacos utilizados no tratamento dos transtornos alimentares. A metodologia utilizada foi a revisão integrativa da literatura com apoio da análise documental de Bardin. Para a busca das literaturas foram utilizados descritores, contidos nos DECs: [Transtornos da compulsão alimentar/Binge-Eating Disorder], [Tratamento Farmacológico/Drug therapy], [Bulimia/bulimia] e [Anorexia/anorexia]. Para coleta de dados, foram utilizadas literaturas encontradas na base de dado MEDLINE, na biblioteca do SCIELO e em repositórios. Foram selecionadas 22 literaturas, sendo que 63,6% (14) são da biblioteca do SCIELO, 18,2% (4) da base de dados MEDLINE e 18,2% (4) de repositórios de Ensino Superior. Foi observado que o uso de medicamento é essencial quando a terapia não medicamentosa não surtir efeito, uso de fármacos a Fluoxetina, Imipramina e Sibutramina são as principais medicações para o tratamento. Além disso, o tratamento dos transtornos alimentares exige uma equipe multidisciplinar para auxiliar no processo, com isto, o profissional farmacêutico exerce uma função primordial que garante um diagnóstico favorável e um tratamento adequado. Portanto, medicamento  como o dimesilato de lisdexanfetamina, utilizado no tratamento de lúpus, entre outros fármacos para tratar outras doenças podem ser de suma importância para o tratamento dos transtornos alimentares, quando associados a outras terapias não farmacológica e do acompanhamento com profissionais especializados

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacqueline Gabriele Soares Ferreira

Graduada em Bacharelado em Farmácia pela Escola Superior da Amazônia (ESAMAZ) –Belém-PA e Farmacêutica Responsável Técnico (RT) da Rede de Farmácia Droga Norte Belém-Pa

Chrislen Nascimento de Oliveira

Graduada em Bacharelado em Farmácia pela Escola Superior da Amazônia (ESAMAZ) –Belém-PA

Jhéssyca Glaycianne Souza das Chagas

Graduada em Bacharelado em Farmácia pela Escola Superior da Amazônia (ESAMAZ) –  Belém-PA

Gleicy Kelly China Quemel

Licenciada Plena em Ciências com habilitação em química (UFPA), mestre em Ciências Ambientais pela Universidade do Estado do Pará (UEPA) e docente do curso de Farmácia da Escola Superior da Amazônia (ESAMAZ) –Belém-PA

Natasha Costa da Rocha Galucio

Doutoranda em em andamento em Genética e Biologia Molecular (UFPA), Mestre em Ciências   Farmacêuticas (UFPA), Especialista em Especialização em Vigilância em Saúde (Sírio-Libanês) e em Gestão da Assistência Farmacêutica (UFSC). Coordenadora do Curso de Graduação em Bacharelado em Farmácia da Escola Superior da Amazônia (ESAMAZ)

Danilo Reymão Moreira

Doutor em Biologia dos Agentes infecciosos e Parasitários pela Universidade Federal do Pará (UFPA), Farmacêutico da Polícia Militar e docente do curso de Farmácia da Escola Superior da Amazônia (ESAMAZ) –Belém-PA

Referências

ALCKMIN-CARVALHO, F. A. et al. Anorexia nervosa: diagnóstico, mudanças no perfil e tratamento. Pediatria Moderna, v. 49, n.7, p.296-299. 2013.

ALMEIDA, C. C.; ASSUMPÇÃO, A. A. A eficácia do mindful eating para transtornos alimentares e obesidade: revisão integrativa. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 3, n. 6, p. 25 - 36, 2018.

AMORAS, D. R. et al. Caracterização dos transtornos alimentares e suas implicações na cavidade bucal. Rev. odontol. 39, 2010

ARAÚJO, A.S. et al.. Avaliação do consumo alimentar em pacientes com diagnóstico de depressão e/ou ansiedade. Revista Referencias em Saúde da Faculdade Estácio de Sá de Goiás – RRS-FESGO. v.03, n.1, p. 18-26, 2020.

BARDIN, L.. Análise de conteúdo. Traduzido por Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2011. Tradução de: L’Analyse de Contenu.

BITTENCOURT, A. C. P; FONTENELE, L. B.. Uma análise psicanalítica da compulsão e da impulsão a partir da perspectiva do gozo e do ato. Cad. psicanal, v. 35, n. 28, p. 183-202, 2013

BLOC, L. G. et al . Transtorno de compulsão alimentar: revisão sistemática da literatura. Rev. Psicol. Saúde, Campo Grande , v. 11, n. 1, p. 3-17, 2019

BRASIL. Ministério da Saúde. Relatório de recomendação. Dimesilato de lisdexanfetamina para indivíduos adultos com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade. Brasília – DF, 2021. Disponível em: http://conitec.gov.br/images/Relatorios/2021/20210602_Relatorio_610_Lisdexanfetamina_TDAH_P_20.pdf Acesso em 06/11/2021

CAMPOS, J. G. C.; HAACK, A. Anorexia e bulimia: aspectos clínicos e drogas habitualmente usadas no seu tratamento medicamentoso. Com. Ciências Saúde. v.23, n.3, p.253-262, 2012

CÂNDIDO, A. P. C.; CARMO, C. C.; PEREIRA, P. M. de L. Transtornos alimentares: uma revisão dos aspectos etiológicos e das principais complicações clínicas. HU Revista, v. 40, n. 3 e 4, 2015.

CAUDURO, G. N.; PACHECO, J. T. B.; PAZ, G. M. Avaliação e intervenção no transtorno da compulsão alimentar (tca): uma revisão sistemática. Psico, v. 49, n. 4, p. 384-394, 2018.

COMIN, F. S.; SANTOS, M. A. Psicoterapia como estratégia de tratamento dos transtornos alimentares: análise crítica do conhecimento produzido. Estudos de Psicologia, 29(Supl.) P.851s-863s, 2012.

CORDAS, T. A. Transtornos alimentares: classificação e diagnóstico. Revista de psiquiatria clínica, v.31, no.4, p. 154-157, 2004.

COSTA, M.B.; MELNIK, T. Efetividade de intervenções psicossociais em transtornos alimentares: um panorama das revisões sistemáticas Cochrane. Einstein. v.14, n.2, p.235-77, 2016

DE AZEVEDO, A.P.; DOS SANTOS, C.C.; DA FONSECA, D.C. Transtorno da compulsão alimentar periódica. Rev. Psiq. Clin. v.31, n.4, p.170-172, 2004.

DE MELO, D.O.; DE CASTRO. A contribuição do farmacêutico para a promoção do acesso e uso racional de medicamentos essenciais no SUS. Ciência & Saúde Coletiva. v.22, n.1, p.235-244, 2017

DOS ANJOS, I.L.P. et al. Distúrbio alimentar, compulsivo e afetivo: uma revisão bibliográfica acerca da associação. Revista de Saúde. v.11, n.2, p.60 – 64, 2020

DUARTE, M.Q. et al. COVID-19 e os impactos na saúde mental: uma amostra do Rio Grande do Sul- Brasil. Ciência & Saúde Coletiva. v.25, n.9, p.3401-3411, 2020

GUIMARÃES, I.S. et. Al (revisor) Boletim Sociedade Brasileira de Neuropsicologia (SBNp), São Paulo, SP, v. 2, n. 10, p. 1-30, outubro/2019. Disponível em: https://sbnpbrasil.com.br/wp-content/uploads/2019/11/24-Boletim_Out-2019.pdf. Acesso em 06/11/2021

FORTES, L. S.; MORGADO, F. F. R.; FERREIRA, M. E. C. Fatores associados ao comportamento alimentar inadequado em adolescentes escolares. Rev Psiq Clín. v.40, n.2, p.59-64, 2013

LEAL, G.V.S et al. O que é comportamento de risco para transtornos alimentares em adolescentes? J Bras Psiquiatr, v.62, n.1, p.62-75, 2013.

LEAL, G. V. S. Fatores associados ao comportamento de risco para transtornos alimentares em adolescentes na cidade de São Paulo. 2013. Tese (Doutorado em Nutrição em Saúde Pública) - Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013

MENDES, K. D. S.; SILVEIRA, R. C. C. P.; GALVÃO, C. M. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm, v.17, n.4, p.758-64,2008

MANOCHIO, M.G. et al. Tratamento dos transtornos alimentares: perfil dos pacientes e desfecho do seguimento. Rev. Interdisciplin. Promoç. Saúde, v.1, n.1,p.32-40, 2018

PALAVRAS, M.A. et al Uma revisão dos estudos latino-americanos sobre o transtorno da compulsão alimentar periódica. Revista Brasileira de Psiquiatria v.33( Supl I), 2011.

PATROCÍNIO, M.C.A et al. Psicofarmacologia e psiquiatria geral: para graduandos e generalistas [recurso eletrônico]. Fortaleza: EdUnichristus, 33p. 2019.

PINHEIRO, N. P. Classificação e Diagnóstico de Transtornos Alimentares na Infância: Nem DSM, nem CID-10. Psicol. pesq., , v. 5, n. 1, p. 61-67, 2011

RAMOS, T.M.B.;PEDRÃOJ.L. Acolhimento e Vínculo em um Serviço de Assistência a Portadores de Transtornos Alimentares. Paidéia. v.23, n.54, p.113-120,2013

RODRIGUES, B.B. et al. Aprendendo com o imprevisível: saúde mental dos universitários e educação médica na pandemia de covid-19. Rev Bras Educ Med. v.44, n.1, p.1-5,2020

RODRIGUES, G.F.P. Atenção farmacêutica no tratamento de transtornos alimentares. Revista Acadêmica Conecta (FASF). v.3, n.1,2018

SAKAE, K.; SUKA, M.; YANAGISAWA, A. H. Polaprezinc (Zinc–L-Carnosine Complex) as an Add-on Therapy for Binge Eating Disorder and Bulimia Nervosa, and the Possible Involvement of Zinc Deficiency in These Conditions. Journal of Clinical Psychopharmacology. v.40, n 6, 2020.

VIANNA, M.V. Compulsão Alimentar & Cirurgia Bariátrica: aspectos da fome que o bisturi não alcança. (2018).186f. Tese (doutorado)–Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de Psicologia, 2018.

SILVA, A. M. B.et al. Jovens Insatisfeitos com a Imagem Corporal: Estresse, Autoestima e Problemas Alimentares. Psico - USF, v. 23, n. 3, p. 483-495, 2018.

STATNICK, M. A.; et al. A Novel Nociceptin Receptor Antagonist LY2940094 Inhibits Excessive Feeding Behavior in Rodents: A Possible Mechanism for the Treatment of Binge Eating Disorder. J Pharmacol Exp Ther. v.356, n.2, p. 493-502, 2016

WERNECK, A. O. et al. Lifestyle behaviors changes during the COVID-19 pandemic quarantine among 6,881 Brazilian adults with depression and 35,143 without depression. Ciência & Saúde Coletiva, v. 25(Supl.2), p.4151-4156, 2020.

Xiao, H. et al.. The Effects of Social Support on Sleep Quality of Medical Staff Treating Patients with Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) in January and February 2020 in China. Medical science monitor : international medical journal of experimental and clinical research, v.26, p. e923549, 2020

Downloads

Publicado

16/01/2022

Como Citar

Ferreira, J. G. S. ., Oliveira, C. N. de, Chagas, J. G. S. das ., Quemel, G. K. C., Galucio, N. C. da R. ., & Moreira, D. R. . (2022). REVISÃO DA LITERATURA SOBRE O TRATAMENTO FARMACOLÓGICO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES . RECIMA21 - Revista Científica Multidisciplinar - ISSN 2675-6218, 3(1), e311023. https://doi.org/10.47820/recima21.v3i1.1023

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)