ÍNDICE DE GRAVIDEZ EM ADOLESCENTES MUNICIPES DE NOVA IGUAÇU - RJ

Autores

  • Gabriela Alves Santana de Oliveira
  • Millena Cristina da Silva Oliveira
  • Wanderson Alves Ribeiro EEACC/UFF https://orcid.org/0000-0001-8655-3789
  • Keila do Carmo Neves
  • Bruna Porath Azevedo Fassarella

DOI:

https://doi.org/10.47820/recima21.v2i4.281

Palavras-chave:

Adolescentes, Nova Iguaçu, Gravidez

Resumo

A gravidez na adolescência pode resultar em sobrecarga psíquica, emocional e social para o desenvolvimento da adolescente, contribuindo para alterações no seu projeto de vida futura, assim como na perpetuação do ciclo de pobreza, educação precária, falta de perspectiva de vida, lazer e emprego e, consequentemente, na busca de melhores condições de vida. Este estudo tem como objetivo identificar o índice de gravidez adolescentes em uma maternidade no município de Nova Iguaçu – RJ. Trata-se de um estudo exploratório descritivo, tendo como fonte de informação a pesquisa de campo e abordagem mista (QUAN+ QUAL). Os dados foram coletados entre setembro de 2019 e fevereiro de 2020, em uma Maternidade da Baixada Fluminense localizada no município de Nova Iguaçu. Foram entrevistadas 45 adolescentes com idades entre 14 a 19 anos que se encontravam internadas na maternidade. A análise dos discursos das entrevistadas permitiu reflexões sobre sua percepção em relação à prevenção da gravidez na adolescência, as quais resultaram nas categorias descritas a seguir: 1- sócio demográfica, 2 - conhecimento das gestantes, 3 – impacto da gestação. O conhecimento dos adolescentes sobre os métodos contraceptivos, referindo-se apenas aos seguintes métodos: o preservativo, os anticoncepcionais hormonais, além da concepção de emergência. Entende-se a necessidade de ampliação de ações e de oferta de insumos dos distintos métodos contraceptivos para esse público, bem como a descrição das vantagens de tais métodos, auxiliando a escolha e utilização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Alves Santana de Oliveira

Enfermeira graduada pela Universidade Iguaçu (UNIG); Pós-graduanda em Enfermagem em Obstetrícia pela Universidade Estácio de Sá (UNESA); ORCID: https://orcid.org/0000-0002-9530-0924. E-mail: gabrielaalvessoliveira@gmail.com.

Millena Cristina da Silva Oliveira

Enfermeira graduada pela Universidade Iguaçu (UNIG); ORCID: https://orcid.org/0000-0002-1251-5058. E-mail: millena.c.oliveira@hotmail.com

Wanderson Alves Ribeiro, EEACC/UFF

Enfermeiro. Mestre e Doutorando pela Programa Acadêmico em Ciências do Cuidado em Saúde (PACCS) da Universidade federal Fluminense (UFF); Docentes dos cursos de graduação e pós-graduação graduação em enfermagem da Universidade Iguaçu (UNIG). Acadêmico em Medicina pela Universidade Iguaçu (UNIG)

Keila do Carmo Neves

Enfermeira. Mestre e Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Docente no curso de Graduação em Enfermagem e Pós-Graduação em Enfermagem em Obstetrícia, Emergência e Terapia Intensiva da Universidade Iguaçu (UNIG). ORCID: https://orcid.org/0000-0001-6164-1336. E-mail: keila_arcanjo@hotmail.com

 

Bruna Porath Azevedo Fassarella

Enfermeira. Mestre em Urgência e Emergência pelo Programa de Ciências Aplicadas a Saúde da Universidade de Vassouras (FUSVE). Docentes dos cursos de graduação e pós-graduação graduação em enfermagem da Universidade Iguaçu (UNIG). Acadêmica em Medicina pela Universidade Iguaçu (UNIG). ORCUD: https://orcid.org/0000-0002-1400-4147. E-mail: brunaporath@gmail.com.

 

 

Downloads

Publicado

29/05/2021

Como Citar

Alves Santana de Oliveira , G. ., Cristina da Silva Oliveira , . M. ., Alves Ribeiro, W., do Carmo Neves , K., & Porath Azevedo Fassarella , B. (2021). ÍNDICE DE GRAVIDEZ EM ADOLESCENTES MUNICIPES DE NOVA IGUAÇU - RJ. RECIMA21 - Revista Científica Multidisciplinar - ISSN 2675-6218, 2(4), e24281. https://doi.org/10.47820/recima21.v2i4.281

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)