AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR EM PACIENTES VÍTIMAS DE QUEIMADURAS COM USO DO DINAMÔMETRO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47820/recima21.v2i10.829

Palavras-chave:

Avaliação, Dinamômetro de força muscular, Queimadura Membro superior, Fisioterapia

Resumo

Objetivo: Avaliar possíveis alterações na força e função de indivíduos vítimas de queimaduras com acometimento de membros superiores. Material e Métodos: Estudo transversal, em vítimas de queimaduras, maiores de 18 anos, com cicatrizes em membros superiores, tendo o membro contralateral como controle, entre junho e agosto de 2019. Materiais utilizados: Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, ficha de avaliação, dinamômetro digital (Lafayette), QuickDASH e Escala visual analógica (EVA), em uma única sessão.. Resultados: Foram 10 participantes, com média de 48,28 anos de idade (DP: 14,42), predomínio de mulheres (80%, 08). As áreas mais atingidas foram braço e antebraço (80%, 08), predomínio de destros (80%, 08). A média de tempo pós-operatório foi de 11,83 meses (DP: 7,35), tratamento fisioterapêutico em média por 7,88 meses (DP: 4,16), com queixas de dor (80%, 08) e prurido (50%,05). Na EVA a média referente a dor foi de 3,5 (DP: 3,71). Na avaliação da força muscular (dinamômetro), foi observada uma diferença significativa para flexão de cotovelo (p= 0,038), extensão de cotovelo (p= 0,031) e abdução de ombro (p= 0,024), quando comparado o membro superior queimado com o lado contralateral, não acometido. No QuickDASH a média das notas foi de 35,68 (DP: 23,17), boa funcionalidade. Considerações finais: Indivíduos vítimas de queimaduras com acometimento unilateral de membros superiores, mesmo em uma fase tardia, apresentam alterações na força muscular em movimentos específicos quando comparados ao membro não acometido, após avaliação com dinamômetro digital, porém sua função foi classificada como boa, com a utilização do questionário QuickDASH.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bárbara Cristina Lopes da Silva

Graduada em Fisioterapia pelo Centro Universitário Barão de Mauá, Ribeirão Preto-SP

Bruna de Souza Silva

Graduada em Fisioterapia pelo Centro Universitário Barão de Mauá, Ribeirão Preto-SP

Isabela Cerri Nascimento

Graduada em Fisioterapia pelo Centro Universitário Barão de Mauá, Ribeirão Preto-SP

Isabela Nascimento Voltarelli Donato

Graduada em Fisioterapia pelo Centro Universitário Barão de Mauá, Ribeirão Preto-SP

Isabella Mazzo Miorim

Graduanda da Faculdade de Medicina de Catanduva (FAMECA)

Lucas Gonçalves Torquato

Graduando da Faculdade de Medicina de Catanduva

Victoria Message Fuentes

Graduanda em Fisioterapia pelo Centro Universitário Barão de Mauá, Ribeirão Preto-SP

Adriana da Costa Gonçalves

Doutora e Mestre pela Universidade de São Paulo (USP) e docente do curso de Fisioterapia do Centro Universitário Barão de Mauá - CBM, Ribeirão Preto-SP

Referências

AIQUOC, K. M. et al. Avaliação da satisfação com a imagem corporal dos pacientes queimados. Revista de Enfermagem Ufpe On Line, Recife, v. 4, n. 13, p. 952-959. abr. 2019. Disponível em: <https://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:JC4d0JKEpwMJ:https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/237579/31773+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br>. Acesso em: 30 set. 2019.

ALBUQUERQUE, M. L. L. et al. Análise dos pacientes queimados com sequelas motoras em um hospital de referência na cidade de Fortaleza-CE. Revista Brasileira de Queimaduras, Goiânia, v. 9, n. 3, p. 89-94, 28 jul. 2010. Disponível em: <http://www.rbqueimaduras.com.br/details/41/pt-BR/analise-dos-pacientes-queimados-com-sequelas-motoras-em-um-hospital-de-referencia-na-cidade-de-fortaleza-ce>. Acesso em: 20 set. 2019.

ATROSHI, I. et al. Reliability and validity of the Swedish version evaluated in 176 patients. Acta Orthopaedica, [s.I.], v. 71, n. 6, p. 613–618. 2000. Disponível em: < https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/000164700317362262>. Acesso em: 04 abr. 2019.

BATISTA, K. T; MARTINS, V. C. S; SCHWARTZMAN, U. P. Y. Reabilitação em queimaduras de membros superiores. Revista Brasileira de Queimaduras, Goiânia, v. 14, n. 2, p. 114-118, 10 set. 2015. Disponível em: <https://www.researchgate.net/profile/Katia_Batista/publication/315772124_Perfil_do_paciente_portador_de_sequela_de_queimadura_no_membro_superior_atendido_em_Hospital_de_Reabilitacao/links/5964b5a20f7e9bfb63cb6887/Perfil-do-paciente-portador-de-sequela-de-queimadura-no-membro-superior-atendido-em-Hospital-de-Reabilitacao.pdf>. Acesso em: 30 set. 2019.

BEATON, D. E.; WRIGHT, J. G.; KATZ, J. N. Development of the QuickDASH: comparison of three item-reduction approaches. Journal of bone and joint surgery, [s.I.], v. 87, p. 1038, 2005. Disponível em: < ses.sp.bvs.br/lildbi/docsonline/get.php?id=5815>. Acesso em: 04 abr. 2019.

BENÁ, M. I. Validação da versão brasileira do questionário QuickDASH em pacientes portadores de sequelas de queimaduras. 2015. 28 f. Monografia apresentada ao Programa de Aprimoramento Profissional/CRH/SES-SP e FUNDAP, elaborada no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – USP/Departamento de Biomecânica, Medicina e Reabilitação do Aparelho Locomotor, 2015. Disponível em: http://pesquisa.bvsalud.org/ses/resource/pt/ses-31765>. Acesso em: 28 jun. 2019.

BOTTEGA, F. H.; FONTANA, R. T. A dor como quinto sinal vital: utilização da escala de avaliação por enfermeiros de um hospital geral. Scielo Analytics. Florianópolis, p. 283-290. jun. 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-07072010000200009&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 04 abr. 2019.

CAMPOS, M. R.; ALVES, P. H. A. Avaliação da força muscular e desempenho em teste funcional de atletas saudáveis de voleibol. Artigo original. 2018. 24 f. TCC (Graduação) - Curso de Fisioterapia, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2018. Disponível em: <http://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/25701/4/Avalia%c3%a7%c3%a3oFor%c3%a7aMuscular.pdf>. Acesso em: 30 set. 2019.

CANELA, A. F. et al. Monitorização do paciente grande queimado e as implicações na assistência de enfermagem: relato de experiência. Revista Brasileira de Queimaduras, Goiânia, v. 10, n. 4, p. 133-137, 2011. Disponível em: <http://www.rbqueimaduras.com.br/details/84/pt-BR/ monitorizacao-do-paciente-grande-queimado-e-as-implicacoes-na-assistência-de-enfermagem- relato-de-experiencia>. Acesso em: 04 abr. 2019.

CARREIRA, H. et al. Força da preensão da mão numa amostra de crianças dos 11 aos 14 anos. Revista Científica da Ordem dos Médicos, Porto, v. 23, n. 5, p. 811-818, 30 abr. 2010. Disponível em: <https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/26092/2/47765.pdf>. Acesso em: 30 set. 2019.

CIVILE, V. T.; FINOTTI, C. S. Abordagem fisioterapêutica precoce em pacientes críticos queimados. Revista Brasileira de Queimaduras, Goiânia, v. 11, n. 2, p. 85-88, 15 abr. 2012. Disponível em: <http://www.rbqueimaduras.com.br/details/107/pt-BR/abordagem-fisioterapeutica-precoce-em-pacientes-criticos-queimados>. Acesso em: 20 set. 2019.

FERNANDES, A. A. et al. Validade preditiva de equações de referência para força de preensão manual em homens brasileiros de meia idade e idosos. Fisioterapia Pesquisa, Viçosa, v. 19, n. 4, p. 351-356, set. 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/fp/v19n4/a10v19n4>. Acesso em: 30 set. 2019.

FERREIRA, E. Adaptação cultural da 'Burn Specific Health Scale-Revised' - BSHS-R: versão para brasileiros que sofreram queimaduras. 2006. 131 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Enfermagem, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-11092006-153741/pt-br.php>. Acesso em: 04 abr. 2019.

GONÇALVES, N. et al. Fatores biopsicossociais que interferem na reabilitação de vítimas de queimaduras: Revisão integrativa da literatura. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 19, n. 3, p. 1-9, jun. 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rlae/v19n3/pt_23>. Acesso em: 26 nov. 2019.

GUIMMESSON, C.; WARD, M.; ATROSHI, I. The shortened disabilities of the arm, shoulder and hand questionnaire (QuickDASH): validity and reliability based on responses within the full-length DASH. BMC Musculoskeletal Disorders, [s.I.]. v. 7, p. 44, 2006. Disponível em: < https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1513569/>. Acesso em: 04 abr. 2019.

HELM, O. P.; FISHER, S. V.; CROMES JÚNIOR, G. F. Reabilitação de queimados. In: DELISA, A. J.; GANS, B. M.; eds. Tratado de medicina da reabilitação: princípios e prática. 3. ed. São Paulo: Manole; 2002. p. 1653-77.

HISLOP, H. J.; MONTGOMERY, J. Provas de funções muscular: técnicas de exame manual. 6. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996. 429 p.

KLIMEK, L. et al. Visual analogue scales (VAS): measuring instruments for the documentation of symptoms and therapy monitoring in cases of allergic rhinitis in everyday health care. Allergo Journal International, [s.I.], v. 26, n. 1, p. 16-24, 2017. Springer Nature. http://dx.doi.org/10.1007/s40629-016-0006-7. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5288410/pdf/40629_2016_Article_6.pdf>. Acesso em: 04 abr. 2019.

LIMA, C. F.; SOUSA, A. R.; SANTANA, T. S. Caracterização epidemiológica de pacientes vítimas de queimaduras: realidade de um município do recôncavo baiano. Revista Saúde e Meio Ambiente, Três Lagoas, v. 1, n. 8, p. 63-74, jan. 2019. Disponível em: <https://periodicos.ufms.br/index.php/sameamb/article/view/7556>. Acesso em: 29 set. 2019.

LIMA JÚNIOR, E. M.; SERRA, M. C. V. F. Tratado de Queimaduras. 1. ed. [s.I.]: Atheneu, 2004. 656 p.

LIMA, O. S.; LIMAVERDE, F. S.; LIMA FILHO, O. S. Queimados: alterações metabólicas, fisiopatologia, classificação e interseções com o tempo de jejum. In: CAVALCANTI, I. L.; CANTINHO, F. A. F.; ASSAD, A. Medicina Perioperatória. Rio de Janeiro: Sociedade de Anestesiologia do Estado do Rio de Janeiro; 2006. p. 804-815. Disponível em: <http://rbqueimaduras.org.br/details/253>. Acesso em: 04 abr. 2019.

MILCHESK, D. A.; BUSNARDO, F.; FERREIRA, M. C. Reconstrução microcirúrgica em queimaduras. Revista Brasileira de Queimaduras, Goiânia, v. 9, n. 3, p. 100-104, 7 ago. 2010. Disponível em: <http://rbqueimaduras.com.br/details/43/pt-BR>. Acesso em: 18 set. 2019.

PADUA, G. A. C. et al. Epidemiology of burn cases hospitalized at the Plastic Surgery and Burns Service of Santa Casa de Misericórdia de Santos, Brazil. Revista Brasileira de Cirurgia Plástica (rbcp) – Brazilian Journal of Plastic Sugery, [s.l.], v. 32, n. 4, p. 550-555, 23 set. 2017. GN1 Genesis Network. http://dx.doi.org/10.5935/2177-1235.2017rbcp0089. Disponível em: <http://www.rbcp.org.br/details/1894/epidemiologia-dos-pacientes-vitimas-de-queimaduras-internados-no-servico-de-cirurgia-plastica-e-queimados-da-santa-casa-de-misericordia-de-santos>. Acesso em: 20 set. 2019.

PAN, C.; CHUANG, S.; YANG, J. Thirty-eight free fasciocutaneous flap transfers in acute burned-hand injuries. Burns, Oxford, [s.l.], v. 33, n. 2, p. 230-235, mar. 2007. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.burns.2006.06.022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17169493>. Acesso em: 18 set. 2019.

PICCOLO, M. S. Burn Specific Health Scale-Brief: tradução para a língua portuguesa, adaptação cultural e validação. 2015. 177 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: <http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/39292>. Acesso em: 04 abr. 2019.

QUEIROZ, P. R.; LIMA, K. C.; ALCÂNTARA, I. C. Prevalência e fatores associados a queimaduras de terceiro grau no município de Natal, RN - Brasil. Revista Brasileira de Queimaduras, Goiânia, v. 12, n. 3, p. 169-176, 28 ago. 2013. Disponível em: <http://rbqueimaduras.org.br/details/164/pt-BR/prevalencia-e-fatores-associados-a-queimaduras-de-terceiro-grau-no-municipio-de-natal--rn---brasil>. Acesso em: 18 set. 2019.

REIS, M. M.; ARANTES, P. M. M. Medida da força de preensão manual - validade e confiabilidade do dinamômetro Saehan. Fisioterapia e Pesquisa, [s.l.], v. 18, n. 2, p. 176-181, jun. 2011. FapUNIFESP (SciELO). Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/s1809-29502011000200013. Acesso em: 06 jun. 2019.

RICCI, F. P. F. M. et al. Perfil epidemiológico dos pacientes com queimadura em membros superiores atendidos em uma Unidade de Queimados terciária. Revista Brasileira de Queimaduras, Goiânia, v. 14, n. 1, p. 10-13, 17 abr. 2015. Disponível em: <http://rbqueimaduras.org.br/details/235/pt-BR/perfil-epidemiologico-dos-pacientes-com-queimadura-em-membros-superiores-atendidos-em-uma-unidade-de-queimados-terciaria>. Acesso em: 18 set. 2019.

RIVITTI, E. A. Dermatologia de Sampaio e Rivitti. 4° ed. São Paulo: Artes Médicas, 2018. 1648 p.

ROCHA, J. L. F. N. et al. Qualidade de vida dos pacientes com sequelas de queimaduras atendidos no ambulatório da unidade de queimados do Hospital Regional da Asa Norte. Revista Brasileira de Queimaduras, Goiânia, v. 15, n. 1, p. 3-7, 10 jul. 2016. Disponível em: <http://www.rbqueimaduras.com.br/details/286/pt-BR/qualidade-de-vida-dos-pacientes-com-sequelas-de-queimaduras-atendidos-no-ambulatorio-da-unidade-de-queimados-do-hospital-regional-da-asa-norte>. Acesso em: 18 set. 2019.

ROCHA, M. S.; ROCHA, E. S.; SOUZA, J. P. C. Fisioterapia em queimados: uma pesquisa bibliográfica acerca dos principais recursos fisioterapêuticos e seus benefícios uma pesquisa bibliográfica acerca dos principais recursos fisioterapêuticos e seus benefícios. Revista Eletrônica de Ciências, Campina Grande, v. 9, n. 13/14, p. 01-12, jun. 2010. Disponível em: <http://revistatema.facisa.edu.br/index.php/revistatema/article/view/37/55>. Acesso em: 25 set. 2019.

ROMERO-FRANCO, N. et al. Validity and reliability of a low-cost dynamometer to assess maximal isometric strength of upper limb. Journal of Sports Science. v. 37, n. 15, p. 1787-1793, 2019. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30897030. Acesso em: 30 set. 2019.

RYAN, C. M. et al. Recovery trajectories after burn injury in young adults. Journal of Burn Care & Research, [s.l.], v. 36, n. 1, p. 118-129, 2015. Oxford University Press (OUP). Disponível em: http://dx.doi.org/10.1097/bcr.0000000000000214. Acesso em: 06 jun. 2019.

SANTOS, G. P. et al. Perfil epidemiológico do adulto internado em um centro de referência em tratamento de queimaduras. Revista Brasileira de Queimaduras, Goiânia, v. 16, n. 2, p. 81-86, 10 set. 2017. Disponível em: . Acesso em: 18 set. 2019.

SILVA, A. P. A. et al. Terapia nutricional em queimaduras: uma revisão. Revista Brasileira de Queimaduras, Goiânia, [s.i], v. 11, n. 3, p. 135-141, ago. 2012. Disponível em: <http://www.rbqueimaduras.com.br/details/119/pt-BR/terapia-nutricional-em-queimaduras--uma-revisao>. Acesso em: 25 set. 2019.

UTER, M. A. M. A. et al. Aspectos sociodemográficos dos pacientes tratados no setor de queimados em um hospital de alta complexidade em campo Campo Grande/MS. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE QUEIMADURAS, 2012, Campo Grande. Anais. Florianópolis: Criativa Comunicação e Editora, 2012. p.171-172.

VALE, E. Primeiro atendimento em queimaduras: a abordagem do dermatologista Inicial management of burns. Anais Brasileiros de Dermatologia: approach by dermatologists, Minas Gerais, v. 80, n. 1, p. 9-19, 11 jan. 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/abd/v80n1/v80n01a03.pdf>. Acesso em: 03 abr. 2019.

VALENTE, F. M.; GODOY, M. F. G.; GODOY, J. M. P. Força de preensão palmar em portadoras de linfedema secundário ao tratamento para câncer de mama. Arquivos de Ciência da Saúde, São José do Rio Preto, v. 15, n. 2, p. 55-58, 12 abr. 2008. Disponível em: <http://repositorio-racs.famerp.br/racs_ol/vol-15-2/iD%20252.pdf>. Acesso em: 30 set. 2019.

VINHA, P. P.; CUNHA, S. F. C. Nutrição em Pacientes Queimados. In: VANNUCCHI, H.; MARCHINI, J. S. Nutrição Clínica. Ribeirão Preto: Guanabara Koogan, 2007. Cap. 24. p. 348-354.

WESTRICK, R. B. et al. Isometric shoulder strength reference values for physically active collegiate males and females. Sports Health: A Multidisciplinary Approach, [s.l.], v. 5, n. 1, p. 17-21, fev 2012. SAGE Publications. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1177/1941738112456280. Acesso em: 20 setembro 2019.

WU, Y. et al. Evaluation of leap motion control for hand rehabilitation in burn patients: An experience in the dust explosion disaster in Formosa Fun Coast. Burns, Oxford, [s.l.], v. 45, n. 1, p. 157-164, fev. 2019. Elsevier BV. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.burns.2018.08.001. Acesso em: 05 jun. 2019.

Downloads

Publicado

13/11/2021

Como Citar

Silva , B. C. L. da, Silva , B. de S. ., Nascimento , I. C. ., Donato, I. . N. V. ., Miorim , I. M., Torquato, L. G., Fuentes, V. M. ., & Gonçalves, A. da C. . (2021). AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR EM PACIENTES VÍTIMAS DE QUEIMADURAS COM USO DO DINAMÔMETRO. RECIMA21 - Revista Científica Multidisciplinar - ISSN 2675-6218, 2(10), e210829. https://doi.org/10.47820/recima21.v2i10.829

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)