PERSPECTIVA MULTIDIMENSIONAL DO IMPACTO DO AVC NA QUALIDADE DE VIDA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47820/recima21.v4i11.4126

Palavras-chave:

Acidente Vascular Cerebral, Perfil de Impacto da Doença, Qualidade de Vida, Reabilitação

Resumo

Introdução: O AVC seja isquêmico ou hemorrágico, não apenas ameaça a vida imediatamente, mas também deixa um legado de sequelas físicas e mentais que podem persistir por toda a vida. Os sobreviventes muitas vezes enfrentam um longo caminho de recuperação, com consequências que afetam quase todos os aspectos de suas existências. Metodologia: A pesquisa foi realizada nas seguintes bases de dados: PubMed, Scopus e Web of Science. A busca foi restrita a estudos publicados em inglês ou português publicados de 2013 a 2023.  Resultados e Discussão: O impacto do AVC não se restringe apenas às consequências físicas e sociais; ele também tem um profundo impacto nos aspectos psicológicos da vida dos sobreviventes. Os desafios psicológicos após o AVC são muitas vezes complexos e podem variar de pessoa para pessoal. A abordagem multidimensional é fundamental para capturar a complexidade do impacto do AVC na qualidade de vida dos sobreviventes. Esta perspectiva não se limita à avaliação de sintomas físicos, mas busca uma compreensão mais profunda dos desafios enfrentados pelos pacientes, bem como das estratégias de adaptação e apoio necessárias para melhorar sua qualidade de vida. Conclusão: Para melhorar a qualidade de vida após o AVC, é essencial adotar uma abordagem holística que inclua reabilitação física e psicológica, apoio social, educação e intervenções de saúde mental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Maria Santos Cardoso

Instituto de Educação Superior do Vale do Parnaíba-IESVAP.

 

Renata Azevedo Dutra Queiroz

IDOMED - Instituto de Educação Médica.

Luana Elisa Lugli

Universidade Estácio de Sá - UNESA.

Vitória Miranda Eustáquio

Centro Universitário Tocantinense Presidente Antonio Carlos - UNITPAC.

José Patriotino Rebelo Pires Neto

Instituto de Educação Superior do Vale do Parnaíba-IESVAP.

Waleska Vitória de Oliveira Tostes Peixoto

Centro Universitário Redentor - UniRedentor.

Mateus Corrêa dos Santos

Faculdade de Medicina AFYA.

Lisandra Azevedo Soares

Faculdade de Ciências Médicas de São José dos Campos - HUMANITAS.

Pedro Henrique Fréres Holanda

Instituto de Educação Superior do Vale do Parnaíba-IESVAP.

Thiago Gomes Lima

Instituto de Educação Superior do Vale do Parnaíba-IESVAP.

Referências

ANDERLE, Paula; ROCKENBACH, Sheila Petry; GOULART, Bárbara Niegia Garcia de. Reabilitação pós-AVC: identificação de sinais e sintomas fonoaudiológicos por enfermeiros e médicos da Atenção Primária à Saúde. [S. l.]: CoDAS. Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, 2019. p. e20180015.

CHUN, Ho-Yan Yvonne et al. Anxiety after stroke: the importance of subtyping. Stroke, v. 49, n. 3, p. 556-564, 2018.

DA SILVA, Dilson Nobre et al. Cuidados de enfermagem à vítima de acidente vascular cerebral (AVC): Revisão integrativa. Revista Eletrônica Acervo Saúde, n. 36, p. e2156-e2156, 2019.

DE GIORGI, Roberto et al. Arteterapia Virtual: Aplicação do Efeito Michelangelo na Neurorreabilitação de Pacientes com AVC. Revista de Medicina Clínica, v. 7, p. 2590, 2023.

DE MEDEIROS, Candice Simoes Pimenta et al. Comprometimento motor e risco de quedas em pacientes pós-AVC. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 27, n. 1, p. 42-49, 2019.

DO NASCIMENTO, Sidrayton Pereira et al. Os acometimentos pós-acidente vascular cerebral–avc, em pacientes idosos e a importância do convívio familiar: uma revisão integrativa. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, v. 9, n. 8, p. 357-364, 2023.

DOS SANTOS, Mariana Fernandes Ramos; DA SILVA, Ronaldo Roberto. Crenças Disfuncionais após um AVC. Revista Transformar, v. 16, n. 1, p. 344-362, 2022.

FEIGIN, Valery L. et al. World Stroke Organization (WSO): global stroke fact sheet 2022. International Journal of Stroke, v. 17, n. 1, p. 18-29, 2022.

FIGUEIREDO, Ana Rita Gonçalves de; PEREIRA, Alexandre; MATEUS, Sónia. Acidente vascular cerebral isquémico vs hemorrágico: taxa de sobrevivência. HIGEIA: Revista Científica da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2020.

HUANG, Yu-Yuan et al. Post-stroke cognitive impairment: epidemiology, risk factors, and management. Journal of Alzheimer's Disease, v. 86, n. 3, p. 983-999, 2022.

LEITE, Igor Guedes et al. Impact and quality of life on patients affected by cerebral vascular accident/Impacto e qualidade de vida no paciente acometido por Acidente Vascular Cerebral. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, v. 14, 2022.

MONTEIRO, Vânia Sofia D. et al. Intervenções promotoras da autoestima com a pessoa após AVC: uma scoping review. [S. l.: s. n.], 2022.

POMPERMAIER, Charlene et al. Fatores de risco para o acidente vascular cerebral (AVC). Anuário Pesquisa e Extensão Unoesc Xanxerê, v. 5, p. e24365-e24365, 2020.

ROXA, Gabriela Nunes et al. Perfil epidemiológico dos pacientes acometidos com AVC isquêmico submetidos a terapia trombolítica: uma revisão integrativa. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 1, p. 7341-7351, 2021.

SCHMIDT, Michelle Hillig et al. Acidente vascular cerebral e diferentes limitações: uma análise interdisciplinar. Arquivos de Ciências da Saúde da UNIPAR, v. 23, n. 2, 2019.

SIMATS, Alba; LIESZ, Arthur. Systemic inflammation after stroke: implications for post‐stroke comorbidities. EMBO Molecular Medicine, v. 14, n. 9, p. e16269, 2022.

THAYABARANATHAN, Tharshanah et al. Global stroke statistics 2022. International Journal of Stroke, v. 17, n. 9, p. 946-956, 2022.

TSAO, Connie W. et al. Heart disease and stroke statistics—2022 update: a report from the American Heart Association. Circulation, v. 145, n. 8, p. e153-e639, 2022.

Downloads

Publicado

27/11/2023

Como Citar

Santos Cardoso, A. M., Azevedo Dutra Queiroz , R., Elisa Lugli, L., Miranda Eustáquio, V., Patriotino Rebelo Pires Neto, J., Vitória de Oliveira Tostes Peixoto, W., Corrêa dos Santos, M., Azevedo Soares, L., Henrique Fréres Holanda, P., & Gomes Lima, T. (2023). PERSPECTIVA MULTIDIMENSIONAL DO IMPACTO DO AVC NA QUALIDADE DE VIDA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. RECIMA21 - Revista Científica Multidisciplinar - ISSN 2675-6218, 4(11), e4114126. https://doi.org/10.47820/recima21.v4i11.4126