TUMOR DE KRUKENBERG ASSOCIADO A SÍNDROME COLESTÁTICA OBSTRUTIVA: RELATO DE CASO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47820/recima21.v2i8.637

Palavras-chave:

Tumor de Krukenberg, Neoplasia ovariana, Síndrome ictérica obstrutiva

Resumo

Introdução: O Tumor de Krukenberg (TK) é um adenocarcinoma ovariano raro, geralmente bilateral e de natureza metastática correspondendo 1 a 2% de todas as neoplasias ovarianas. O sitio primário mais comum é o trato gastrointestinal. A capacidade de metástase dos tumores predominantemente para os sítios secundários específicos é referida como organotropismo metastático. Objetivo: O presente artigo objetiva relatar uma forma de TK rara que devido sua alta taxa de metastização associada a sintomas inespecíficos, sítios metastáticos são descobertos antes do sítio primário. Dessa forma, o TK tem um prognóstico reservado, culminando em seu desfecho clínico desfavorável. Relato: Paciente com 29 anos em puerpério tardio, com TK diagnosticado pelo histopatológico pós salpingooforectomia. Após exames, foi detectado tumor primário gástrico avançado e síndrome ictérica devido metástase obstrutiva em via biliar. Foi submetida a drenagem transparietohepática interna-externa de via biliar, mas devido obstrução total de passagem interna foi utilizado apenas dreno externo. Associado a quimioterapia paliativa, obteve melhora clínica e laboratorial da icterícia. Em acompanhamento ambulatorial paliativo. Conclusão: Este relato se justifica para reforçar a importância do conhecimento do TK que apesar de raro e com baixas taxas de sobrevida, existem medidas que podem ser feitas para auxiliar na qualidade de vida desses pacientes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Serapião Rebelin, Centro Universitário do Espírito Santo

Graduanda de Medicina do Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Participou de ligas acadêmicas, da comissão AEMED-ES na comissão de comunicação, publicou em capítulos de livro e anais de eventos, apresentou trabalhos na modalidade pôster e formato oral em congressos. Realizou com êxito o ACLS administrado em 2021. 

Eduarda Cani Gatti, Centro Universitário do Espírito Santo

Graduanda em Medicina pelo Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Publicou em capítulo de livro e apresentação em congresso. Frequenta congressos, simpósios e cursos. Concluiu com êxito o curso de ACLS em 2021.

Gabriela Gatti Machado, Centro Universitário do Espirito Santo

Graduada em Farmácia (2015) pelo Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Graduanda de Medicina pelo Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Participou de ligas acadêmicas. Publicou em capítulo de livro e apresentou trabalho na modalidade oral em Congresso. Concluiu com êxito o ACLS em 2021.

Gabriela Lopes da Silva Almeida, Centro Universitário do Espirito Santo

Graduanda em Medicina do Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Concluiu com êxito o curso de ACLS e o curso de Emergência Clínicas (CLINICS) em 2021. Participou de liga acadêmica, realizou estágio extracurricular, publicou em capítulo de livro, participa de congressos, simpósios e cursos.

Isabhella Oliveira Marques Pio, Centro Universitário do Espirito Santo

Graduando em Medicina pelo Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Participou do Programa de Monitoria de Ensino, vinculado a disciplina Técnica Operatória em 2019 e 2020. Participou de ligas acadêmicas. Publicou artigo completo em periódico, em capítulos de livros e apresentação em congresso. Participou de congressos, simpósios e cursos de qualidade. Concluiu com êxito o curso de ACLS em 2021.

Luiz Fernando Ferraço Boldrini, Centro Universitário do Espirito Santo

Graduando em Medicina do Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Participou de ligas acadêmicas, publicou em capítulo de livro, participa de congressos, simpósios e cursos de qualidade. Concluiu o ACLS com êxito em 2021.

Matheus de Almeida Schittini, Centro Universitário do Espirito Santo

Graduando em Medicina pelo Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Participou do Programa de Monitoria de Ensino, vinculado a disciplina Histologia em 2019. Participou de ligas acadêmicas. Publicou artigo completo em periódico, em capítulos de livros e apresentação em congresso. Participou de comissões de organização de congresso e simpósio, além de frequentar congressos, simpósios e cursos de qualidade. Concluiu com êxito o curso de ACLS em 2021.

Carlos Alexandre Meneghelli, Hospital Maternidade São José (HMSJ)

Formado em Medicina pela EMESCAM no ano de 2013. Formado em Cirurgia Geral pelo Hospital Santa Casa de Misericórdia de Vitória no ano de 2016. Formado em Cirurgia Oncológica pelo Hospital Santa Rita de Cássia/AFECC de Vitória-ES no ano 2019. Atualmente Cirurgião Oncológico do Hospital Maternidade São José em Colatina-ES.

Luciano Antonio Rodrigues, Centro Universitário do Espirito Santo

Doutor em Ciências da Saúde pela UNESC-SC, Mestre em Gestão Integrada do Território pela UNIVALE - MG (2013). Especialista em MBA: Gestão de Pessoas, ênfase na Psicologia Organizacional (UNESC-ES) (2012). Especialista em Educação Profissional na Área de Saúde: Enfermagem, pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca - Fiocruz (2003). Graduação em Enfermagem e Obstetrícia pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) (2002). Atualmente é Docente do UNESC-ES. Coordenador do Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos do UNESC. Pesquisador Líder do Grupo de Pesquisa Território Saúde e Sociedade. Coordenador do Núcleo Rondon UNESC.

Thiago Giuriato Fernandes, Hospital Maternidade São José (HMSJ)

Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Campos (2013), Residência Médica em Cirurgia Geral pelo Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes - Hospital das Clínicas de Vitória e Residência Médica em Cirurgia Oncológica pelo Hospital Santa Rita de Cássia. Membro Associado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica. Atualmente é Cirurgião Oncológico no Hospital São José - Colatina e Professor Adjunto no Centro Universitário do Espírito Santo.

Referências

Albergaria RMR, Alvim JP, Salles LO, Guerra MJC, Maia LMO, Queiroz AT. Tumor de Krukenberg metastático sem diagnóstico prévio de tumor primário: Relato de caso. Revista de Saúde. 2018 jul/dez;09(2):31-36. DOI: https://doi.org/10.21727/rs.v9i2.1427

Lionetti R, De Luca M, Travaglino A, Raffone A, Saccone G, Di Cicco A, Insabato L, Mascolo M, D’Armiento M, Zullo F, Corcione F. Prognostic factors in Krukenberg tumor. Arch Gynecol Obstet. 2019;300:1155–1165. DOI: https://doi.org/10.1007/s00404-019-05301-x

Lionetti R, De Luca M, Travaglino A. et al. Treatments and overall survival in patients with Krukenberg tumor. Arch Gynecol Obstet. 2019;300:15–23. DOI: https://doi.org/10.1007/s00404-019-05167-z

Kubeček O, Laco J, Špaček J. et al. The pathogenesis, diagnosis, and management of metastatic tumors to the ovary: a comprehensive review. Clin Exp Metastasis. 2017;34:295–307. DOI: https://doi.org/10.1007/s10585-017-9856-8

Neto FCR, Costa RE, Teixeira JPCR, Costa CR, Vieira ILS, Cintra TR, Gomes DAGS. Mulher de 27 anos com Tumor de Krukenberg decorrente de adenocarcinoma de cólon. Rev Med Saude Brasilia. 2018;7(1):38-46. URL: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/rmsbr/article/view/8646/5722

Andrade Zica ALA, Campos APM, Ribeiro LG, Roriz LN, Gonçalves VC, Oliveira RR. Tumor de Krukenberg: perfil clínico-epidemiológico e de risco. RESU – Revista Educação em Saúde. 2019;7(supl. 2). URL: http://periodicos.unievangelica.edu.br/index.php/educacaoemsaude/article/view/4088

Downloads

Publicado

09/09/2021

Como Citar

Serapião Rebelin, M., Cani Gatti, E. ., Gatti Machado, G., Lopes da Silva Almeida, G., Oliveira Marques Pio, I. ., Ferraço Boldrini, L. F. ., de Almeida Schittini, M., Meneghelli, C. A. ., Antonio Rodrigues, L. ., & Giuriato Fernandes, T. . (2021). TUMOR DE KRUKENBERG ASSOCIADO A SÍNDROME COLESTÁTICA OBSTRUTIVA: RELATO DE CASO. RECIMA21 - Revista Científica Multidisciplinar - ISSN 2675-6218, 2(8), e28637. https://doi.org/10.47820/recima21.v2i8.637

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)